Música da África

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Udu, um dos instrumentos característicos da música igbo.

A África é um continente com vários tipos de diversidade étnica, cultural e linguística. Uma descrição da música africana é quantidade de variedade de expressões.Existem semelhanças regionais entre grupos desiguais, assim como as tendências que são constantes ao longo do tempo do continente africano.

A música da África é tão ampla e variada como as muitas regiões da África.

XaviAlan P. Merriamer Vatin[1] estudou nações de candomblé na Bahia (descendentes de distintas nações e grupos étnicos africanos) quanto ao seu patrimônio musical específico. Reuniu dados históricos, etnográficos, lingüísticos e confrontando-os no respeito da pertinência relativa a sua origem, interpenetrações de civilizações e revelou a existência de constantes e divergências, bem como de um número considerável de empréstimos e influências recíprocas tanto no plano etnográfico como estritamente musical. Sinteticamente falando encontrou 20 toques: 8 são originários da nação Ketu; 7 originários da nação Jêje; 4 da nação Angola e um total de 15 empréstimos recíprocos. Analise similar tem sido feita nos grandes grupos etno-linguísticos africanos bem como da música popular da África correlacionando estas com a denominada música negra ao redor do mundo.

Geografia etnomusical[editar | editar código-fonte]

mapa geo-político da África dividido para fins de Etnomusicologia, por Alan P. Merriam, 1959.

A África é um grande continente e as suas regiões e nações possuem distintas tradições musicais. É relevante, a música do norte da África (região vermelha no mapa) tem uma história diferente da musica da África Sub-saariana[2]

  • Norte de África é a sede da cultura mediterrânica que construiu o Egito e Cartago, antes de ser governado sucessivamente por gregos, romanos e godos e, de tornar-se, em seguida, o ocidente (Magrebe) do mundo árabe. Como os gêneros musicais do Vale do Nilo e do Nordeste africano (região azul-celeste e verde-escuro no mapa), a sua música tem laços estreitos com música do Oriente Médio.
  • África Oriental Madagascar e ilhas do Oceano Índico (regiões verde-claro no mapa) áreas ligeiramente influenciadas pela música árabe e também pela música da Índia, da Indonésia e da Polinésia. No entanto, nas populações indígenas as tradições musicais são principalmente em sua maioria típica da áfrica sub-saariana de línguas nigero-congolesas.
  • África do Sul, Central e Ocidental (regiões marrom, azul-escuro, e amarela no mapa) caracterizam-se também na ampla tradição musical subsaariana, mas também possuem influências vindas da Europa Ocidental e América do Norte. A música e as formas de dança da diáspora Africano, incluindo a música afro-americana e muitos gêneros caribenhos como soca, calipso (gêneros afro-caribenhos), zouk (musica antilhana) e gêneros musicais latino-americanos como a salsa, rumba, e outros derivados do clave-ritmo (cubano), se originaram com diversos graus de variação na música dos escravos africanos, que por sua vez influenciou a música popular africana.

A musica Africana dos negros foi dedicado a zumbido navio negreiro,e a Amanda Ferraresi.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Igbo tocando um arco musical.
Africa satellite orthographic.jpg Portal África
August Macke 023.jpg Portal Arte
P culture.svg Portal Cultura
Audio a.svg Portal Música
Religious symbols.svg Portal Religião

Referências

  1. Vatin, Xavier. dez., 2001. Música e Transe na Bahia: as nações de candomblé abordadas numa perspectiva comparativa. Ictus: 7-17. Bahia disponível em pdf
  2. GCSE Music - Edexcel Areas of Study, Coordination Group Publications, UK, 2006, page 34, quoting examination board syllabus.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


guvvvivuuu

Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.