Diáspora africana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Diáspora africana

Diáspora africana — também chamada de Diáspora Negra — é o nome que se dá ao fenômeno sociocultural e histórico que ocorreu em países além África devido à imigração forçada, por fins escravagistas mercantis que perduraram da Idade Moderna ao final do século XIX, de africanos (em especial africanos de pele escura chamados pela cultura ocidental de negros ou afrodescendentes).

Contraste ao fomentado por interesses exploratórios, dominativos pelo arrefecimento do poder alheio ou etnocêntricos — internos ou externos — que se manifestam nas guerras de tribo e na anomia reais e estereotipadas do continente africano em si, na América e no território geral de influência passada ou contemporânea do Ocidente onde houve das colônias mercantilistas à base de escravos ao segregacionismo de oportunidades racista científico ocorreu um inverso.

Destituídos do que lhes conferia identidade quando escravizados, muitos negros da época da escravatura — privados que fossem das condições objetivas de prosperar na própria sociedade, do respeito como seres humanos e da chance de constituir família — se uniram por meio desse desatino, no perseguido ritualístico festivo e cerimonial na surdina das senzalas ou no sentimento libertário de revolta que acontecia no sul do que deu origem aos Estados Unidos, criando o que se pode equivaler a uma cultura afrolocal não necessariamente sectária mas — pouco raro via critério que foge às convenções comuns de institucionalidade — instituída.

O termo foi cunhado por historiadores, movimentos civis e descendência de ex-escravos recentes. Tanto quanto a existência prática do fenômeno propriamente dito era logo evidenciada graças aos períodos da luta da esquerda norte-americana pelo direito das minorias demográficas e sociais, da queda do apartheid político na África do Sul, das ações afirmativas de caráter compensatório e de novas tendências que iam do "Black is Beautiful" a até o consegrar de atletas, personalidades da mídia e artistas de pele morena ou preta no grande público.

Definições[editar | editar código-fonte]

A União Africana definiu a diáspora africana como "[consistindo] de pessoas de origem africana vivendo fora do continente, independentemente da sua cidadania e nacionalidade e que estão dispostos a contribuir para o desenvolvimento do continente e a construção da União Africana. "Seu ato constitutivo, declara que ela deve convidar e incentivar a plena participação da diáspora Africana como uma parte importante do nosso continente, no edifício da União Africana."

Entre 1500 e 1900, aproximadamente quatro milhões de africanos escravizados foram transportados para as plantações de ilhas no Oceano Índico, cerca de oito milhões foram enviados para países da zona do Mediterrâneo, e cerca de 11 milhões sobreviveram à Middle Passage para o Novo Mundo.[1] Seus descendentes são encontrados ao redor do globo. Devido a casamentos mistos e assimilação genética, somente que seja descendente da diáspora africana não é inteiramente autoevidente.

Populações da diáspora africana fora da África sub-equatorial incluem:


Estimativa da população e distribuição[editar | editar código-fonte]

Continente / Pais População Afrodescendentes [3] população
Caribe 39.148.115 73,2% 28.671.508
Haiti 8.924.553 97,5% (90% negro) 8.701.439
República Dominicana 9.507.133 91,5% (81% negro)  ???
Cuba 11.423.925 35,00% ( 35% negro) 3.998.374
Jamaica[4] 2.804.332 97,4% (77% negro) 2.731.419
Trindade e Tobago 1.047.366 58,00% 607.472
Porto Rico 3.958.128 8,00% 316.650*
Bahamas[5] 307.451 85,00% 261.333
Barbados 281.968 90,00% 253.771
Antilhas Neerlandesas 225.369 85,00% 191.564
Santa Lúcia 172.884 82,5% 142.629
São Vicente e Granadinas 118.432 85,00% 100.667
Ilhas Virgens 108.210 79,70% 86.243
Granada 90.343 95,00% 81.309
Antígua e Barbuda 78.000 94,90% 63.000
Bermudas 66.536 61,20% 40.720
Saint Kitts e Nevis 39.619 98,00% 38.827
Ilhas Caimão 47.862 60,00% 28.717
Ilhas Virgens Britânicas 24.004 83,00% 19.923
Turcos e Caicos[6] 26.000 34,00% 18.000
Europa 190.856.462 2,1% 4.017.583
França[7] [8] 62.752.136 3,0% 3.000.000
Reino Unido 60.609.153 1,9% (inc. parcial) 2.015.400
Itália,[9] 60.448.163 2,3% 1.600.000
Espanha 40.397.842 1,3% 505.400
Países Baixos[10] 16.491.461 1,8% 300.000
Portugal 10.605.870 2,0% 201.200
Rússia[11] 141.594.000 0,12% 400.000
Polónia 38.082.000 0,0% 4.500
República da Irlanda 4.339.000 1,1%  ???
América do Sul/América Central 425.664.476 23,9% 101.532.873
Belize 301.270 31,00% 93.394
Guatemala 13.002.206 2,00% 260.044
El Salvador 7.066.403 < 0,01% 0*
Honduras 7.639.327 2,00% 152.787
Nicarágua 5.785.846 9,00% 520.726
Costa Rica 4.195.914 3,00% 125.877
Panamá 3.292.693 14,00% 460.977
Colômbia 45.013.674 21,00% 9.452.872
Venezuela[12] 26.414.815 10,00% 2.641.481
Guiana 770.794 36,00% 277.486
Suriname 475.996 47,00% 223.718
Guiana Francesa 199.509 66,00% 131.676
Brasil[13] 190.908.598 6,9% 13.252.000
Equador 13.927.650 3,00% 417.830
Peru 29.180.899 3,00% 875.427
Bolívia 9.247.816 1,1% 108.000
Uruguai 3.477.778 4,00% 139.111
Paraguai 6.831.306 < 0,1% 0*
Chile 16.454.143 < 0,1% 0*
Argentina 40.677.348 < 0,1% 0*
América do Norte 440.244.038 11,8% 39.264.514
Estados Unidos[14] 298.444.215 12,90% 38.499.304
Canadá[15] 33.098.932 2,7% 783.795
México 108.700.891 < 1,00% 103.000
Oceania
Austrália[16] 21.000.000 0,9% (inc. parcial) 248.605
África subsariana 770.300.000 99% 767.000.000
Fora da África 5.821.000.000 2.,9% 168.879.165
Total 6.581.000.000 14,2% 936.384.565

Diáspora africana população[editar | editar código-fonte]

País População Posição
 Brasil 85.783.143 1
 Estados Unidos 38.499.304 2
 Colômbia 9.452.872 3
Haiti 8.701.439 4
República Dominicana 7.985.991 5
 Itália 3.220.000 6
 França 3.000.000 7
 Jamaica 2.731.419 8
 Venezuela 2.641.481 – 6.999.926 9
 Reino Unido 2.080.000 10
 Cuba 1.126.894 11
 Peru 875.427 12
 Canadá 783.795 13
Equador 680.000 14
Trinidad e Tobago 610.000 15
Nicarágua 520.786 16

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.