Afro-britânicos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Negro Britânico
NaomiCampbell.jpgEquianoExeterpainting.jpgDiane Abbott low quality.jpg
Adewalegfdl.PNGChriseubank.jpgChiwetel Ejiofor by David Shankbone.jpgPaul Ince.jpg
Naomie Harris 1.JPGAllsaints8.jpgEstelle Swaray.jpgThandieNewtonBAFTA07.jpg
IgnatiusSancho.jpgIdris Elba.jpgShaun Wright-Phillips warming up.jpg
Notáveis negros britânicos:
Naomi Campbell, Olaudah Equiano, Diane Abbott, Adewale Akinnuoye-Agbaje, Chris Eubank, Chiwetel Ejiofor, Paul Ince, Naomie Harris, Shaznay Lewis, Estelle, Thandie Newton, Ignatius Sancho, Idris Elba, Shaun Wright-Phillips
População total

Inglaterra Inglaterra 1,447,900 (2007)[1]
Negro caribenho - 599,700
Negro africano - 730,600
Outros Negros - 117,600
Escócia Escócia 8,025 (2001)[2]
Negro caribenho - 1,778
Negro africano - 5,118
Outros Negros - 1,129
País de Gales Gales 7,069 (2001)[3]
Negro caribenho - 2,597
Negro africano - 3,727
Outros Negros - 745
Irlanda do Norte 1,136 (2001)[4]
Negro caribenho - 255
Negro africano - 494
Outros Negros - 387

(Os valores acima são os mais recentes disponíveis e incluem apenas indivíduos Negros Britânicos, não indivíduos de ascendência parcial sub-saariana africana. O censo do Reino Unido está próximo de ser realizado em 2011)

Regiões com população significativa
Londres, West Midlands, Grande Manchester, Sheffield, West Yorkshire, Bristol, Cardiff, Midlands Oriental, Leeds, Liverpool
Línguas
Inglês (Inglês Britânco, Black Inglês Britânco, Inglês Caribenho, Inglês Africano), Línguas Africanas, outras
Religiões
Maioria são Cristãos (71%), com minoria de Muçulmanos (9%), Irreligioso (8%) e outras
2001 censo[5]

Negro britânico ou Black British é um termo que tem tido diferentes significados e usos como um rótulo racial e político. Historicamente tem sido utilizado para se referir a qualquer não-branco British national. O termo foi usado pela primeira vez no final do Império Britânico, quando várias colónias principais ganharam a independência formalmente e, assim, criou uma nova forma de identidade nacional. O termo foi naquela época (1950) utilizado principalmente para descrever aqueles das ex-colónias da África, e no Caribe, ou seja, a New Commonwealth. Em algumas circunstâncias, a palavra "negro" ainda significa todas as minorias étnicas.[6]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]