Abu Ali al-Hassan al-Yusi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
al-Yusi
Nascimento 1631
 Marrocos, Médio Atlas
Morte 1691 (60 anos)
Cônjuge Zahra bint Muhammad b. Musa al-Fasi
Ocupação escritor sufista

Abu Ali al-Hassan ibn Masud al-Yusi foi um escritor sufista, considerado o mais proeminente académico marroquino do século XVII. Foi um colaborador próximo do primeiro sultão alauita Al-Raschid .[1]

Nascido na tribo berbere Ait Yusi, nas montanhas do Médio Atlas, foi casado com Zahra bint Muhammad b. Musa al-Fasi. Deixou a sua aldeia nativa quando era muito jovem para empreender uma peregrinação. Recebeu a sua baraca do xeque Mohammed ibn Nasir, da tariqa (irmandade sufista) Naciria de Tamegroute.

Da sua autobiografia, Al-Fahrasa (tradução literal: "viagem académica"), só a sobreviveram a introdução e a primeira parte e até recentemente nunca tinham sido publicadas.[2] O seu texto mais conhecido, Al-Muharat,[3] também contém passagens autobiográficas. Ambos os textos são notáveis pela discussão franca do autor sobre malvadezas de crianças, os prazeres da sua vida sexual conjugal, e outros detalhes da sua vida pessoal. A obra Daliyya ("poema do elogio") dedicado ao seu xeque Mohammed ibn Nasir da Zaouïa Naciria de Tamegroute é famosa tanto em Marrocos como na África Ocidental.

Al-Yusi criticou abertamente o reinado do sultão alauita Moulay Ismail em "cartas abertas", algumas das quais ainda existem atualmente.

Al-Yusi é conhecido principalmente por ter sido o fundador do culto dos Sete Santos de Marraquexe, a pedido de Moulay Ismail.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Al-Yusi, Rasa'il Abi 'Ali al Yusi (ed. Fatima Khalil Qabli), 2 vol., Ensaios de Al Yusi, 1981
  • Al-Yusi, Zahr Al-Akam, 3 vol., Provérbios e ditos famosos de al-Yusi, 1981
  • Al-Yusi, Al-Muhadarat fi al Lugha wa al Adab, (ed. Muhammad Hajji), Ensaios e reflexões por Al Yusi, 1976
  • Al-Yusi, Mashrab al-amm wa-al-khass min kalimat al-ikhlas (Silsilat al-Amal al-kamilah lil-Imam al-Hasan al-Yusi fi al-fikr al-Islami)
  • Al-Yusi, Fahrasat Al-Yusi, A 'fahrasa' (jornada académica) de Al-Yusi Al Hasan, 2004
  • Al-Faqih Abu 'Ali al Yusi Al-Mdaghri, uma biografia de al-Yusi, Abd al Kabir, 1989
  • Abun-Nasr, Jamil M. A History of the Maghrib in the Islamic Period, Cambridge University Press, 1987, ISBN 0521337674
  • Berque, Jacques, Al-Yousi: Problèmes de la Culture Marocaine au 17e Siècle, Paris, 2001 (ed. original de 1958)
  • Geertz, Clifford. Islam Observed: religious development in Morocco and Indonesia, University of Chicago Press, 1971, ISBN 0226285111, p. 29-35
  • Gellner, Ernest Muslim Society (cap. 10), Cambridge University Press, 1981
  • Ghoulaichi, Fatima Of Saints and Sharifian Kings in Morocco: Three Examples of Reimagining History through Reinventing King/Saint Relationship (tese), 2005, Chapter II "Moulay Ismail and Lyusi: The politics of baraka and sharifism", p. 18-28
  • H. Munson, Jr., "Geertz on Religion", Religion 16 (1986): 19-32
  • Honerkamp, Kenneth L. "Al-Yusi, Abu al-Hassan b. Masud" in: J. Lowry & D. Stewart (ed.) Dictionary of Literary Biography, vol. Arabic Literary Culture 1350-1830, Detroit: Thomson Gale, 2007
  • Honerkamp, Kenneth L. al-Hassan ibn Mas'ud al-YUSI, in Roger M. A. Allen, Joseph E. Lowry, Terri DeYoung, Devin J. Stewart, Essays in Arabic literary biography, vol. 2, Otto Harrassowitz Verlag, 2009, p. 410-428. No Google books. Página visitada em 4 de janeiro de 2011.
  • Kilito, Abdelfattah. "Speaking to Princes: Al-Yusi and Mawlay Ismail." In the Shadow of the Sultan, ed. Rahma Bourqia and Susan Gilson Miller. Cambridge, MA: Harvard UP, 1999. pp. 30–46. (tradução de Abdelfattah Kilito, "Parler au prince: Al-Yousi et Mawlay Ismail.")
  • Rabinow, Paul Symbolic Domination: Cultural Form and Historical Change in Morocco, University of Chicago Press, 1975

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. Abun-Nasr, p. 223
  2. Há partes selecionados citadas em Berque, 1958 e em Abd al-Kabir al-‘Alawi al-Mudghiri, Al-Faqih Abu ‘Ali al-Yusi: namudhaj min al-fikr al-maghribi fi fajr al-dawla al-‘alawiyya (Muhammadiyya, Marrocos: Mahba‘at Fahala, 1989). Ver também: al-Fahrasa, mss. in al-Khizana al-Hasaniyya nº 1183, 5470, e 5995; e ms. in al-Khizana al-‘Amma, nº 1234 K.
  3. Al-Muhaharat (Rabat: Mahbu‘at Dar al-Maghrib li-l-Ta’lif wa-l-Tarjama wa-l-Nashr, 1976)


Ícone de esboço Este artigo sobre figuras históricas de Marrocos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.