Aglauro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Aglauros)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2010). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.

Aglauro ou Agraulo (em grego: Ἄγλαυρος ou Ἄγραυλος) é o nome de duas figuras da mitologia grega, mãe e filha.

A mãe[editar | editar código-fonte]

Agraulo (mãe), filha de Acteu, casou-se com Cécrope, rei de Atenas[1] , cujo corpo era parte humano e parte serpente[2] . Dessa união nasceram três filhas, Agraulo (filha), Herse e Pândroso, e um filho, Erisictão[1] .

A filha[editar | editar código-fonte]

Aglauro era filha de Cécrope[3] [4] [5] [1] .

Existem diversos mitos acerca dessa figura. Agraulo foi amada por Ares, e da união deles nasceu Alcipe[1] .

Aglauro é lembrada no mito em que Hermes enamorado de Herse, pediu humildemente o consentimento da sua irmã mais velha. Aglauro recusou, invejosa da sorte da irmã. O deus, furioso, transformou-a em pedra[6] .

Segundo um outro relato, Hermes, embora enamorado de Herse, aproveitou-se de Agraulo, quando soube que Ares a deixara por Afrodite.

Com suas irmãs Herse e Pândroso, Aglauros recebeu de Atena uma caixa que não deveria jamais ser aberta. Dentro da caixa, estava o pequeno Erictônio, futuro rei de Atenas, gerado pelo amor de Hefesto com a deusa Gaia ou com a própria Atenas. Tomadas pela curiosidade, as irmãs abriram a caixa. Ao ver que a criança possuía um rabo de serpente, as moças, tomadas de pavor, saltaram da Acrópole, encontrando a morte. Outras versões do mito dizem que, dentro da caixa, junto com a criança, havia uma serpente deixada por Atena.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Árvore genealógica baseada em Pseudo-Apolodoro:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
autóctone
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
autóctone
 
 
 
 
 
 
Acteu
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Cécrope
 
 
 
 
 
 
Aglauro
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Erisictão
 
 
Aglauro
 
 
Herse
 
 
 
Pândroso
 
 
 
Ares
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Alcipe
 

Referências

  1. a b c d Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 3.14.2
  2. Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 3.14.1
  3. Ovídio, Metamorfoses, Livro II, 785
  4. Pausânias, Descrição da Grécia, 1.2.6
  5. Higino, Fabulae, CLXVI, Erictônio
  6. Ovídio, Metamorfoses, Livro II, 708-845, Aglauro e Mercúrio