Aleksandr Drevin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aleksandr Drevin
Aleksandrs Rūdolfs Drēviņš
Retrato de um Jovem, 1933
Nome completo Aleksandr Davydovich Drevin
Nascimento 3 de Julho de 1889
Cēsis, Letónia
Morte 26 de Fevereiro de 1938 (48 anos)

Aleksandr Davydovich Drevin (em letão: Aleksandrs Rūdolfs Drēviņš, em russo: Александр Давыдович Древин, {3 de Julho de 1889, Cēsis, Letónia26 de Fevereiro de 1938, Moscovo) foi um pintor Letão.

Dervin frequentou a escola artística de Riga, tendo-se mudado para Moscovo em 1914. Foi aluno de Kuzma Petrov-Vodkin. Entre 1920 e 1921 foi membro do Inkhuk, que abandonaria mais tarde juntamente com Wassily Kandinsky, Ivan Kliun e Nadezhda Udaltsova, devido ao manifesto Construtivista-Produtivista que apelava à rejeição da pintura de cavalete. Drevin tornou-se professor de pintura na Vkhutemas. Em 1922 foi enviado para organizar a Primeira Exposição de Arte Russa na Galeria Van Diemen em Berlim. No mesmo período chegou a percorrer a Rússia deslocando-se ao Cazaquistão e Arménia.

Dervin pintava frequentemente sob uma estética primitivista e brutalista, sem qualquer conteúdo de cariz político ou sem qualquer propósito. As suas pinturas têm sido comparadas com as de [Maurice de Vlaminck|Vlaminck]]. A sua obra é intencionalmente desposjada de ilusionismo e decorativismo.

Foi casado com Nadezhda Udaltsova. Foi preso pelo NKVD em 17 de Janeiro de 1938 e executado em 26 de Fevereiro.

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aleksandr Drevin