Alelo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Julho de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Os alelos são as formas alternativas do mesmo gene. Por exemplo, o gene B que determina a característica presença de chifres em bovinos, esse gene possui dois alelos: B e b. O alelo b leva ausência de chifres (macho) e o alelo B leva a presença de chifres. Essa característica apresenta Dominância Completa, ou seja, mesmo que no lócus exista um alelo B e outro b (Bb), o animal apresentará a característica manifestada pelo alelo dominante, que seria o mesmo fenótipo do homozigoto dominante (BB). Em geral, a maioria das características observadas na natureza são controladas por vários genes e cada um com inúmeros alelos apresentando Dominância incompleta (intra-lócus) e epistasia (inter-lócus).

Alguns organismos são diploides - isto é, têm pares de cromossomas homólogos nas suas células somáticas, contendo, assim, duas cópias do mesmo gene. Um organismo em que estas duas cópias do genes são idênticas - isto é, têm o mesmo alelo - é um organismo homozigótico, no que diz respeito àquele gene, especificamente. Um organismo em que o mesmo gene é representado por alelos diferentes, é um organismo heterozigótico. Muitas vezes, um dos alelos é "dominante" e o(s) outro(s) "recessivos" - o alelo "dominante" determina qual a modalidade de uma característica a expressar-se. Por exemplo, no caso da cor das pétalas de uma flor, se o alelo vermelho for dominante em relação ao branco, numa planta heterozigótica (com um alelo vermelho e outro branco), as pétalas serão vermelhas. O alelo recessivo expressar-se-á apenas nas plantas homozigóticas recessivas (com dois alelos para a cor branca).

Contudo, existem exceções na forma como um heterozigoto se expressa no fenótipo. Uma excepção é o da dominância incompleta quando os alelos misturam os seus traços genéticos no fenótipo. Um exemplo deste fenómeno pode ser observado quando se cruzam bocas-de-dragão, flores com alelo dominante para a cor vermelha das pétalas, da qual resultam flores cor-de-rosa no caso de a planta ser heterozigótica; isso ocorre pelo fato de o gene funcional (no caso para a cor vermelha) não ser suficientemente "eficiente" para se sobressair ao gene responsável pela cor branca - no caso, recessivo, resultando então na mistura entre as duas cores, gerando flores cor-de-rosa(conferir dominância incompleta). Outra exceção é o da codominância onde ambos os alelos são ativos, podendo ambos os traços expressarem-se simultaneamente. Por exemplo, através de pétalas brancas e vermelhas na mesma flor ou dois tipos de flor diferentes na mesma planta. A codominância acontece também no caso dos tipos sanguíneos. Uma pessoa com um alelo para o tipo sanguíneo A e outro para o tipo sanguíneo B, resulta no tipo sanguíneo AB.

Um alelo selvagem é aquele que é considerado "normal" para o organismo em questão, opondo-se aos alelos mutantes que se referem a modificações genéticas relativamente recentes para a espécie.

Alelos múltiplos[editar | editar código-fonte]

Existem também os alelos múltiplos, que é uma série formada por três ou mais alelos, pertencentes a um mesmo gene, ocorrendo aos pares, mas com diversas possíveis combinações.

Os alelos múltiplos são resultados de mutações sucessivas ocorridas nos genes de um determinado locus. Cada gene mutante que surge estabelece condição para o aparecimento de mais uma nova expressão fenotípica daquele determinado caráter, naquela espécie. Alelos múltiplos ou polialelia são consequências de mutações ocorridas em um locus gênicus. Ocupam mesmo loco em cromossomos homólogos e seus efeitos genéticos dependem de suas relações de dominância.[1] Originam vários alelos que determinam variantes numa determinada característica.

Exemplos

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Alelo Múltiplo LabGen Online, UFV. Página visitada em 21 de janeiro de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre Genética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.