Alexa Chung

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde novembro de 2012).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Alexa Chung
Nome completo Alexa Chung
Data de nascimento 5 de Novembro de 1983 (30 anos)
Local de nascimento Privett, Hampshire
 Reino Unido
Nacionalidade Inglesa
Altura 1,73
Cor do cabelo Castanho
Cor dos olhos Azuis
Medidas 32-24.5-36 (US);
81-62-91 (EU)
Peso 55kg
Manequim 2 (US); 34 (EU)
Calçado 7
Agência Next Models - New York & London
Site Página oficial

Alexa Chung (nascida em 5 de novembro de 1983, Privett, Hampshire, Inglaterra) é uma apresentadora e modelo britânica. Ela também contribui como editora para a Revista Vogue Britânica.

Vida[editar | editar código-fonte]

Alexa Chung nasceu em Privett, Hampshire, Inglaterra. Seu pai, Philip, é designer gráfico e possui ascendência chinesa. Sua mãe, Gillian (neé Burgess), é uma dona de casa inglesa. [1] Ela tem dois irmãos mais velhos, Jamie e Dominic e uma irmã mais velha, Natalie.

Frequentou a escola secundária Perins e estudou por um semestre na Faculdade Peter Symonds, Winchester. Foi aceita na King’s College London para o curso de inglês, mas foi escalada por uma agência de modelos antes de começarem as aulas, e decidiu investir na carreira.[2]

Carreira de Modelo[editar | editar código-fonte]

Chung foi descoberta na barraca da comédia do festival Reading quando tinha 16 anos [3] e foi contratada pela agência Storm Model Management, com base em Londres. Posou para diversas revistas adolescentes, como a "Elle Girl" e a "CosmoGIRL!" e trabalhou em empresas que incluem Fanta, Sony Ericsson, "Sunsilk", "Urban Outfitters" e "Tampax".[4] . Ela apareceu em clipes de vários artistas, incluindo The Streets, Westlife, Delta Goodrem, "Reuben" e Holly Valance, e fez parte deem um reality show roteirizado, "Shoot Me", pela Fashion TV em 2005. Depois de quatro anos, Chung largou a carreira de modelo com a intenção de começar um curso na área das artes, e investir como jornalista de moda, após se desiludir. Ela desenvolveu uma "imagem de corpo distorcido" e lidou com baixa-auto estima durante seus tempos de modelo.[5]

Depois de se tornar uma personalidade da TV, Chung voltou a posar ocasionalmente como modelo. Em 2008, ela foi o rosto da coleção de verão 2008 da marca australiana Antipodium. Em setembro de 2008, Chung desfilou na passarela para a coleção Primavera/Verão 2009 da marca "Vivienne Westwood Red Label" Spring/Summer 2009 no London Fashion Week. No começo de 2009, estampou a capa da famosa revista britânica "New Look". Chung então entrou para a agência "Select", em Londres, e, em abril de 2009, desfilou a coleção de verão da marca "Wren", juntamente com a amiga Tennessee Thomas. Em julho de 2009, Chung foi transferida para a "Next Model Management" e estampou o jeans DKNY.[6] Chung foi o rosto da campanha Primavera/Verão 2010 da marca sul-coreana "MOGG". Em janeiro de 2010, se tornou a principal modelo da coleção Primavera/Verão 2010 da marca "Pepe Jeans London", e mais tarde retornouo para a campanha Outono/Inverno 2010.[7] Foi anunciada como a primeira celebridade a posar para a Lacoste em junho de 2010, ao aparecer nas campanhas do perfume "Joy of Pink" fragrance. Em janeiro de 2011, posou para a marca de calçados italiana "Superga", marcando o centésimo aniversário da empresa. Em fevereiro de 2012, participou do London Fashion Week, representando a designer Stella McCartney, atuando como assistente ao mágico Hans Klok em várias ilusões, incluindo levitação e ser "partida" ao meio.

Carreira na TV[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2006, a então modelo Alexa Chung foi convidada para apresentar o "Popworld", um programa de música famoso por seu jeito irreverente e constrangedor de realizar entrevistas. Chung e o colega apresentador Alex Zane também apresentaram o programa semanal de rádrio "Popworld radio", em conjunto com o programa de TV.[8] . O último programa foi ao ar em julho de 2007, após o Canal 4 decidir cancelar o programa, que estava no ar havia quase sete anos.[9] Após o cancelamento, Chung assinou um contrato de 100,000 libras de um ano com o canal em agosto de 2007. [10] Como parte do acordo, ela apresntou o Big Brother’s Big Mouth e apareceu como figurante no programa "8 out of 10 Cats". Apresentou os especiais "T4 Movie Specials", "T4Music Specials" e "T4 Holiday Mornings", e realizou a cobertura de diversos festivais de música.[11]

Em janeiro de 2008, Chung se tornou uma das 4 principais apresentadoras do canal. Apresentou o "Vanity Lair", um reality show que investiga o conceito de beleza. Ao mencionarem o programa em uma entrevista mais recente, "Chung ergue as sobrancelhas, se mostrando constrangida". [12] Assim como no T4, ela apresentou o programa matinal de música "Freshly Squeezed" por um longo período, que começou em setembro de 2007. Somado ao contrato com o Canal 4, Chung apresentou a série "Get A Grip" (2007), do canal ITV1, e "Three's The Wall" (2008), da BBC. Na metade do ano de 2008, Chung passou a apresentar programas mais voltados para a moda. Ela foi a "repórter errante" do programa "Gok's Fashion Fix", do Canal 4.[13] No programa, Chung atestava as mais novas tendências da moda com membros do público, e entrevistou designers como Roberto Cavalli, Karl Lagerfeld, Jean Paul Gaultier, Margherita Missoni e Christian Lacroix. Ela o descreveu como seu "trabalho dos sonhos".[14] Chung também apresentou o programa de moda e música "Frock Me", ao lado do designer Henry Holland.[15] Alexa foi premiada pela Elle Style por melhor apresentadora em 2009. Também em 2009, ela recebeu o prêmio Glamour por melhor apresentadora de TV na cerimônia anual da revista.

Chung deixou o Canal 4 e o Reino Unido em abril de 2009, buscando uma carreira nos Estados Unidos. Ela apresentou o programa "It's On with Alexa Chung" pela a MTV. O programa diário e ao vivo - que substituiu o programa TRL - discutia celebridades, música ao vivo e interagia online com os telespectadores. O programa foi cancelado em dezembro de 2009 [16] . Ela retornou às telas do Reino Unido em abril de 2010 em mais uma rodada da série "Frock Me". Em outubro de 2010, passou a apresentar o "Gonzo with Alexa Chung", um programa britânico informal que antes era apresentado por Zane Lowe, no canal MTV Rocks.[17] Em janeiro de 2011, ela co-apresentou o programa da NBC "2011 Golden Globe Arrivals Special" com Carson Daly e Natalie Morales. O programa ao vivo continha entrevistas com astros de TV e cinema, bem como discussão sobre a moda no tapete vermelho. [18] Chung apresentou o iTunes Festival em julho de 2011.[19] Sobre o festival, disse: "Gosto de música, gosto de Camden, gosto de Dave Berry. É uma equação simples; iTunes Festival para a ITV2 vai ser uma experiência incrível para todos. Eu estou extremamente animada com a linha que estou tomando e bastante satisfeita em passar julho entrevistando bandas impressionantes. [20]

Jornalismo[editar | editar código-fonte]

Alexa escreveu uma coluna mensal para a revista feminina britânica "Company" de outubro de 2007 a junho de 2008. Mais tarde, ela passou a escrever semanalmente em uma coluna de nome "Girl About Town" para o jornal "The Independent", de novembro de 2008 até junho de 2009. Mais tarde a coluna mudou o nome para "New York Doll". Em junho de 2009, foi nomeada como editora contribuinte pela Vogue britânica, e entrevistou designers como Karl Lagerfeld e Christopher Kane para a publicação.

Estilo[editar | editar código-fonte]

Alexa Chung é considerada musa por muitos designers devido ao seu estilo pessoal distinto. Ela aparece frequentemente na lista dos mais bem vestidos, é capa regular da Vogue, Elle e Harper's Bazaar, e é muitas vezes vista na primeira fila dos desfiles. Em 2009, a empresa de malas "Mulberry" criou uma bolsa nomeada e inspirada em Chung, chamando-a de "Alexa".[21] Em fevereiro de 2010, Chung se juntou a J.Crew's Madewell para criar uma linha de roupas femininas, que foi revelada no New York Fashion Week.[22] Ela etrabalhou com Madewell mais uma vez para uma segunda coleção, lançada em 22 de setembro de 2011. Anna Wintour (Vogue) descreve Alexa como "um fenômeno"[23] , enquanto o New York Times a declarou "Kate Moss da nova geração".[24] O designer da empresa Chanel Karl Lagerfeld a descreveu como "bonita e esperta... uma garota moderna".[25] Em dezembro de 2010, Bryan Ferry, em nome do Conselho de Moda Britânico, presenteou Chung com o prêmio de Estilo Britânico, que "reconhece um indivíduo que incorpora o espírito da moda britânica e é embaixadora internacional pelo Reino Unido como líder criativa da moda" em uma cerimônia no Teatro Savoy, em Londres.[26] Durante o British Fashion Awards 2011, Chung venceu o prêmio de Estilo Britânico, escolhida pelo público.[27]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Chung morou com o fotógrafo de moda David Titlow (nascido em 10 de setembro de 1963), vinte anos mais velho do que ela, por três anos e meio até sua separação em 2006.[28] Após o término desse namoro, ela saiu brevemente com o vocalista da banda Lostprophets, Ian Watkins; e com o tecladista da banda Klaxons, James Righton. Ela namorou o vocalista da banda The Horrors, Faris Badwan entre o final de 2006 e o começo de 2007. Chung começou um relacionamento com o músico Alex Turner, da banda Arctic Monkeys em abril de 2007. O casal terminou em junho de 2011.[29]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências