Ana da Prússia (1836-1918)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ana da Prússia
Condessa de Hesse-Cassel
Princesa da Prússia
Princess Anna of Prussia.jpg
Ana da Prússia por Franz Xavier Winterhalter
Governo
Consorte Frederico Guilherme de Hesse-Cassel
Vida
Nascimento 17 de Maio de 1836
Berlim, Prússia
Morte 12 de junho de 1918 (82 anos)
Frankfurt, Império Alemão
Filhos Frederico Guilherme II de Hesse
Isabel de Hesse-Cassel
Alexandre Frederico de Hesse-Cassel
Frederico Carlos de Hesse-Cassel
Maria-Polyxene de Hesse-Cassel
Sibília Margarida de Hesse-Cassel
Pai Carlos da Prússia
Mãe Maria de Saxe-Weimar-Eisenach

Maria Ana Frederica (17 de maio de 1836 - 12 de junho de 1918) foi uma princesa da Prússia, chamada normalmente de Ana.

Vida[editar | editar código-fonte]

Pretendentes[editar | editar código-fonte]

Ana na sua juventude.

Ana era a mais nova dos filhos do príncipe Carlos da Prússia e da princesa Maria de Saxe-Weimar-Eisenach.

Sendo uma princesa jovem e bonita, Ana atraía muitas atenções na corte. No inverno de 1852, o jovem imperador Francisco José I da Áustria conheceu-a em Berlim, apaixonou-se e quis pedi-la em casamento. A sua mãe escreveu à sua irmã, a princesa Ludovica da Baviera, dizendo que "a felicidade que se mostrou a ele como um sonho efémero, deixou uma impressão no seu coração - ai de mim - muito mais forte e profunda do que tinha pensado."1 Contudo, Ana já estava noiva na altura e, para piorar a situação, havia muitos contra uma aliança com a Áustria. A mãe de Francisco José, Sofia da Áustria, perguntou "será que há alguma esperança deste triste casamento, que estão a impor a esta encantadora Ana e que não lhe deixa qualquer probabilidade de felicidade, ser impedido?",1 mas de nada serviu. Os pais de Ana estavam decididos a casa-la com o herdeiro de Hesse-Cassel.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

No dia 26 de Maio de 1853, Ana casou-se com o príncipe Frederico Guilherme de Hesse-Cassel no Palácio de Charlottenburg em Berlim. Ana foi a segunda esposa do seu marido que, nove anos antes, tinha passado por uma experiência traumática ao perder a sua adorada primeira esposa, a grã-duquesa Alexandra Nikolaevna da Rússia, quando esta dava à luz o primeiro filho do casal. Frederico nunca ultrapassou esta perda que aconteceu menos de um ano depois do seu casamento com Alexandra e acredita-se que tenha sido essa a razão pela qual a sua relação com Ana era educada, mas distante.

Tiveram seis filhos:

  • Frederico Guilherme II de Hesse (18541888); nunca se casou; morreu numa viagem de barco entre a Batava e Singapura.
  • Isabel Alexandra Carlota de Hesse (18611955); casada com o príncipe Leopoldo Frederico de Anahalt e com descendência.
  • Alexandre Fredrico de Hesse (18631945); casado com a baronesa Gisela Stockhorner von Starheim e com descendência.
  • Frederico Carlos de Hesse, rei da Finlândia (18681940); casado com a princesa Margarida da Prússia e com descendência.
  • Maria-Polyxene de Hesse (18721882); morreu aos 10 anos de idade.
  • Sibília Margarida de Hesse (18771925); casada com o barão Friedrich von Vincke (divorciados em 1923).

Vitória, princesa real, escreveu sobre Ana:

"(…)[ela] é muito bonita, a figura mais esplêndida alguma vez vista, mas não gosto muito do estilo dela, os vestidos dela são muito mais cheios do que os da imperatriz e não suporto isso; e não gosto de ver as princesas a dançar por aí com toda a gente (…)"2

Ana também posou num dos mais conhecidos quadros de Franz Xavier Winterhalter, no qual aparece usando um vestido justo de tule com seda cor-de-rosa por cima.

Contudo, Ana era também uma mulher muito inteligente que presidia uma tertúlia da corte com artistas e músicos ilustres, incluindo Johannes Brahms, Clara Schumann, Anton Rubinstein e Julius Stockhausen. Era também uma pianista clássica muito bem treinada e de grande talento e habilidade que tinha estudado com Theodor Kullak.3

Ana em 1916.

Num acto invulgar para uma condessa de Hesse, Ana converteu-se ao catolicismo em 1901, algo que levou a complicações políticas.4

Morte[editar | editar código-fonte]

Ana morreu no dia 12 de junho de 1918, em Frankfurt aos 82 anos. Está enterrada na Catedral de Fulda perante o altar de Santa Ana. A sua lápide diz: Hic iacet Serenissima Landgrafia Hassiae ANNA Principissa Borussiae nata Berolini die 17. maii 1836 obiit Francofurti die 12. junii 1918 + Misericordias Domini in aeternum cantabo R.I.P. (Aqui jaz a mais serena condessa de Hesse, ANA, princesa da Prússia, nascida em Berlim a 17 de maio de 1836 e falecida em Frankfurt a 12 de junho de 1918. Cantarei as misericórdias do Senhor para sempre. Descansa em paz).

Referências

  1. a b Hamann, Brigitte. Elisabeth. Kaiserin wider Willen. Munich, 1981, p. 8.
  2. Carta à rainha Vitória, 12 de Fevereiro de 1858
  3. www.retrobibliothek.de
  4. Röhl, John. Kaiser, Hof und Staat. Wilhelm II. und die deutsche Politik, Munich, 1988, p. 106.