Aproximação de Born-Oppenheimer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Agosto de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Uma das aproximações fundamentais da mecânica quântica é o desacoplamento dos movimentos electrónicos e nuclear, conhecida como aproximação de Born-Oppenheimer.

Ao ser a massa do núcleo muito maior que a dos electrões, a sua velocidade é correspondentemente pequena.

Desta forma, o núcleo experimenta os electrões como se estes fossem uma núvem de carga, enquanto que os electrões sentem os núcleos como se estes estivessem estáticos. Desta forma, os electrões adaptam-se instantaneamente a qualquer posição dos núcleos.

Sem este desacoplamento, resulta praticamente impossível o trabalho em física molecular ou física do estado sólido, por serem irresolúveis problemas de mais de dois corpos.

A consideração explícita do acoplamento dos movimentos electrónico e nuclear (geralmente, através de outro tipo de simplificações), conhece-se como acoplamento electrão-fonão em sistemas estendidos ou acoplamento vibrónico em sistemas zero-dimensionais.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.