Archie Manning

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Archie Manning

Archie Manning, de pé (#18), em um jogo por Ole Miss.
No. 4, 8, 18     
Quarterback
Informações pessoais
Data de nascimento: 19 de maio de 1949 (65 anos)
Local de nascimento: Drew, Mississippi
Informação da carreira
Faculdade: Universidade do Mississippi
Draft da NFL: 1971 / Rodada: 1 / Escolha: 2
Estreou em 1971 pelo New Orleans Saints
Jogou pela última vez em 1984 pelo Minnesota Vikings
História da carreira
 Como jogador:
Pontos altos na carreira e prêmios
  • 2× selecionado para o Pro Bowl (1978, 1979)
  • NFC Offensive Player of the Year de 1978
Estatísticas de carreira na NFL até a temporada de 1984
Passes tentados     3 642
Passes completados     2 011
PCT     55,2%
TD-INT     125-173
Jardas     23 911
QB Rating     67,1
Estatísticas no NFL.com
College Football Hall of Fame

Elisha Archibald "Archie" Manning III (19 de maio de 1949, Drew, Mississippi) é um ex-jogador de futebol americano, que atuava na posição de quarterback na National Football League. Ele é o pai dos quarterbacks Peyton Manning, ex-Indianapolis Colts, atualmente no Denver Broncos, e Eli Manning do New York Giants. Ele também é pai do ex-receiver Cooper Manning de Ole Miss.

Começo da carreira[editar | editar código-fonte]

Manning nasceu em Drew, Mississippi. Ele cresceu de forma envolvida com o esporte praticando futebol americano, basquete, beisebol e atletismo. Seu irmão mais novo, Mervyn, atuou na Universidade de Michigan mas se machucou antes que pudesse atuar profissionalmente. Seu pai, Elisha Archibald Jr., que era conhecido como "Buddy", também era interessado por esportes, mas devido ao seu emprego, não podia ir ver o filho nos jogos. Ao invés disso, Archie (III) se inspirou na estrela local, James Hobson.[1] Manning estudou na Drew High School. Ao se formar, ele foi escolhido por quatro vezes em Drafts da Major League Baseball (a liga profissional de beisebol dos Estados Unidos), sendo em 1967 pelos Braves, duas vezes pelos White Sox e em 1971 pelos Royals.[2] No verão de 1969, seu pai cometeu suicídio.[3]

Faculdade[editar | editar código-fonte]

Archie Manning jogou pela Universidade do Mississippi e foi quarterback titular de Ole Miss por três anos. Manning fez o que pode enquanto jogava na universidade, pois apesar do talento reconhecido, seu time não era dos melhores. Durante sua carreira na faculdade ele lançou para 4 753 jardas e fez 56 touchdowns, além de ter corrido para 823 jardas. Nos anos de 1969 e 1970, ele foi nomeado All-SEC e sua camisa (#18) foi aposentada em Ole Miss.[4]

Carreira na NFL[editar | editar código-fonte]

Depos de terminar a faculdade em Ole Miss, Manning foi selecionado no Draft da NFL pelo New Orleans Saints sendo escolhido na segunda escolha na primeira rodada. Manning jogou pelos Saints por 10 temporadas completas, nunca terminando com mais vitórias do que derrotas. Apesar disso, ele ganhou respeito dos especialistas e analistas da NFL; o escritor da Sports Illustrated Paul Zimmerman lembra que o defensive linemen Jack Youngblood, em particular, conseguia com muita facilidade chegar até Manning para fazer o sack, graças a péssima proteção de seus bloqueadores.[5] [6]

Em 1972, ele liderou a liga em passes tentados e completados, e também liderou a National Football Conference em jardas, com o time conquistando apenas 2 vitórias e sofrendo 11 derrotas além de 1 empate. Em 1978, ele foi nomeado NFC Player Of The Year pela UPI depois de liderar os Saints a 7 vitórias e 9 derrotas. Naquele mesmo ano, Archie foi nomeado All-NFC tanto pela UPI e pela The Sporting News.

Manning foi selecionado para o Pro Bowl em 1978 e em 1979. Ele acabou por encerrar a sua carreira no Houston Oilers (1982-1983) e no Minnesota Vikings (1983–1984), onde ele alcançou 6 vitórias e 35 derrotas no total. Ele terminou sua carreira de 13 anos na liga com 2 011 passes completados de 3 642 tentados para 23 911 jardas e 125 touchdowns, com 173 interceptações. Ele também conseguiu correr para 2 197 jardas e fazer 18 touchdowns terrestres. Seus 2 011 passes completados o colocam na posição n° 17 na história da NFL nesta estatística, à época. Como titular, Archie Manning conseguiu 35 vitórias e sofreu 101 derrotas além de 3 empates (26,3%), sendo estes números os piores para um QB com pelo menos 100 jogos como titular na história da NFL.[7]

Familia[editar | editar código-fonte]

Olivia Manning[editar | editar código-fonte]

Olivia Manning, sua esposa, veio de Philadelphia, Mississippi, e estudou também em Ole Miss, onde eles se conheceram. Os dois se casaram e foram então morar em Nova Orleans. Archie e Olivia tiveram três filhos e ela se tornou mais ativa em trabalhos comunitários em sua comunidade, fazendo inclusive vários trabalhos de assistência após o Furacão Katrina.

Cooper Manning[editar | editar código-fonte]

Cooper Manning, o filho mais velho de Archie, nasceu em 1974. Ele atuou como wide receiver no colegial onde recebeu as honras de All-State High School, e foi então atuar na Universidade do Mississippi. Depois dos testes, os médicos o diagnosticaram com estenose espinhal (um estreitamento no canal espinhal), o que colocou um fim em sua carreira no futebol americano.[8]

Peyton Manning[editar | editar código-fonte]

Peyton Manning, é o segundo filho de Archie, nascido em 1976. Ele atuou por catorze anos como quarterback pelo Indianapolis Colts e foi o primeiro selecionado no Draft da NFL em 1998. Ele jogou pela Universidade do Tennessee antes de virar profissional. Em 4 de fevereiro de 2007, Peyton e os Colts saíram com uma vitória contra o Chicago Bears no Super Bowl XLI por 29 a 17. Ele também foi nomeado cinco vezes MVP da liga, além de treze idas para o Pro Bowl.

Eli Manning[editar | editar código-fonte]

Eli Manning, é o filho mais novo de Archie, nascido em 1981. Ele atualmente atua como quarterback pelo New York Giants. Assim como seu pai, ele jogou na Universidade do Mississippi e jogou por Ole Miss também como QB. Ele liderou os Giants na vitória do Super Bowl XLII e, assim como o irmão, foi nomeado MVP das finais. Com um placar de 17 a 14, Eli e os Giants derrotaram o favorito e invicto New England Patriots em 3 de fevereiro de 2008. Em 5 de fevereiro de 2012, mais uma vez contra os Patriots, ele ajudou os Giants a ganhar outro Super Bowl (XLVI) por 21 a 17. Eli foi selecionado duas vezes para o Pro Bowl.

Referências

  1. Manning, Peyton. Manning. [S.l.]: Harper Entertainment, 2001. ISBN 0061020249
  2. "MLB Amateur Draft Picks with the Name Matching: Archie Manning". Página acessada em 28 de setembro de 2013.
  3. Turner, Billy. ""The hometown Archie once knew is no more". The Times-Picayune. Página acessada em 28 de setembro de 2013.
  4. College Football Hall of Fame
  5. SI.com - Writers - Mailbag (cont.) - Friday March 30, 2007 7:16AM
  6. SI.com - Writers - Dr. Z's 2004 Draft Report Card - Wednesday April 28, 2004 1:53PM
  7. "Elisha Archie Manning III - nFL Football Statistics". Página acessada em 28 de setembro de 2013.
  8. "The other Manning brother lives a life without regret". Página acessada em 28 de setembro de 2013.