Barão de Monte Alto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Barão de Monte Alto
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 1º de março de 1963
Fundação 30 de dezembro de 1962
Gentílico montealtense
Lema Dignidade e Solidariedade
Prefeito(a) Alexandre Pereira Moreira Neres (Biju) (PR)
(2013–2016)
Localização
Localização de Barão de Monte Alto
Localização de Barão de Monte Alto em Minas Gerais
Barão de Monte Alto está localizado em: Brasil
Barão de Monte Alto
Localização de Barão de Monte Alto no Brasil
21° 14' 42" S 42° 14' 16" O21° 14' 42" S 42° 14' 16" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Zona da Mata IBGE/2008[1]
Microrregião Muriaé IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Palma, Muriaé, Patrocínio do Muriaé, Laje do Muriaé (RJ) e Miracema (RJ)
Distância até a capital 359 km
Características geográficas
Área 199,105 km² [2]
População 5 727 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 28,76 hab./km²
Altitude 194 m m
Clima Tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,694 médio PNUD/2000[4]
PIB R$ 34 064,201 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 5 919,06 IBGE/2008[5]
Página oficial

Barão de Monte Alto é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2010 era de 5.727 habitantes e sua área, aproximadamente, 198 km².

Distritos: Cachoeira Alegre (que, curiosamente, é maior que a sede do município) e Silveira Carvalho.


História[editar | editar código-fonte]

Em 1885 foi fundada a estação de Morro Alto, a partir dai a cidade foi se desenvolvendo. Com o passar dos anos a cidade foi crescendo e, no ano de 1962, separou-se do município de Palma e passou a chamar e passou a ser chamada de Barão de Monte Alto.

Como já existia uma cidade com o nome de Morro Alto foi escolhido o nome Barão do Monte Alto em homenagem a Francisco Alves da Silva Pereira,o Barão do Monte Alto,que foi comerciante de café no final do século XIX.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.


População[editar | editar código-fonte]

A população de Barão de Monte Alto, de acordo com o Censo de 2010, é de 5.727 habitantes. Sendo que 4.120 habitantes moram nas chamadas areas urbanas e o restante na área rural.

O município tem 2.261 domicílios, sendo que 1.758 são de ocupação permamente.


Transportes[editar | editar código-fonte]

O município de Barão de Monte Alto possui ligação via estrada pavimentada com a cidade da Patrocínio do Muriaé. Possui também ligação com as cidades de Palma, Muriaé e com a BR-116 (na altura do distrito de Bom Jesus da Cachoeira, Muriaé). Porém, a ligação entre Barão de Monte Alto e estas cidades são feitas através de estradas rurais, sem pavimentação.

Os distritos desse município (e a sua sede) possuem ruas com calçamento e com asfalto, mas as estradas que ligam estes distritos entre si e à sua sede é por meio de estradas de chão.

O município é atendido pela Viação Novo Horizonte, com saídas regulares da rodoviária de Muriaé todos os dias.

A prefeitura disponibiliza ônibus para a cidade de Muriaé para os doentes que precisam se consultar. Também disponibiliza ônibus para os estudantes que precisam ir a Muriaé no turno da noite para fazer faculdade.


Esportes[editar | editar código-fonte]

Cada distrito conta com pelo menos um clube de futebol, que costumeiramente disputam campeonatos locais:

Barão de Monte Alto: Mineiro e Califórnia (já extinto).

Cachoeira Alegre: Flamenguinho e Tupy.

Silveira Carvalho: XV de Silveira Carvalho.

Vila Vardiero: Montanha.

Apesar de o município não ter um estádio propriamente dito, cada time possui um campo próprio protegido por muros e por alambrados, sendo que somente o campo do Tupy possui bancadas. Campo este que tem medidas menores que as oficiais e, portanto, não pode sediar jogos de campeonato. Utiliza-se assim, quando necessário, o campo do Flamenguinho, que possui medidas oficiais mas não tem bancadas.

Destaca-se a rivalidade entre os times do Flamenguinho e do Tupy, ambos de Cachoeira Alegre. No mês de novembro (geralmente durante a primeira semana desse mês), na chamada Festa do Cachoeirense realiza-se um jogo entre os dois clubes, com o vencedor levando um troféu. Muitas vezes, devido à rivalidade acirrada, o campo onde está sendo realizado este jogo precisa de ter segurança reforçada.

Os habitantes mais velhos costumam contar que, em tempos passados e também devido a rivalidade, os jogos entre essas duas equipes precisavam ser disputados em campos neutros (em geral, no campo do Mineiro ou no campo do XV de Silveira Carvalho, mas houve circunstâncias em que este jogo precisou ser disputado em Muriaé).

Destaca-se o fato de, no período que antecede o jogo, os atletas das duas equipes evitam ter contato uns com os outros (alguns chegando a recusar conversas com os outros atletas). Após o jogo, porém, os atletas das duas equipes se unem e tomam cerveja nos bares próximos ao campo, mostrando que a rivalidade fica restrita unicamente ao campo de jogo.

Rivalidade semelhante havia no distrito sede de Barão de Monte Alto. O campo que o time do Mineiro mandava seus jogos fica no bairro do Distrito e o time da Califórnia era, em geral, formado por colonos e seus descendentes que moravam na fazenda que dava nome ao time. A rivalidade era tão grande entre os dois times que o estatuto do time do Mineiro não permite que o time entre em campo vestindo uniforme com as cores do time da Califórnia. Com o passar do tempo, muitos colonos mudaram da fazenda, o campo foi ficando abandonado e hoje praticamente não consegue-se distinguir o que é campo e o que é várzea.

Um evento que ganha muito destaque no calendário esportivo local são os chamados Jogos Estudantis, disputado geralmente no meio do ano, entre os meses de julho e agosto. É uma espécie de olimpíada local, na qual entram os estudantes de cada escola (mas somente os menores de idade) dos distritos e da sede, com exceção os da Vila Vardiero, que não possui escola e cujos estudantes estudam em Barão de Monte Alto ou em Cachoeira Alegre. Nesse caso o estudante disputa a competição pela escola na qual pertence (se o aluno estuda em Cachoeira Alegre, por exemplo, ele jogará por Cachoeira Alegre). A sede dos jogos é transitória, variando entre os distritos e a sede a cada ano (em 2011, será em Cachoeira Alegre). Para que não haja disparidade de força e tamanho entre os alunos, as categorias são divididas entre os alunos do primeiro e do segundo graus, não podendo um aluno de um grau disputar os Jogos em outro.

A cidade não tem times de vôlei ou de futsal, mas cada distrito (além da sede) conta com uma quadra poliesportiva para esses esportes e a prática dos mesmos é muito popular, principalmente nos fins de tarde.

Montealtenses importantes no cenário nacional[editar | editar código-fonte]

Dante Pazzanese (31 de dezembro de 1900 - São Paulo, 9 de janeiro de 1975) Pouco conhecido na sua cidade natal, Dr. Dante foi médico e fundou a Sociedade Brasileira de Cardiologia no ano de 1943. Fundou e dirigiu o Instituto de Cardiologia do estado de São Paulo (Icesp), no ano de 1954 que mais tarde seria rebatizado em sua homenagem com o nome de Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.