Benjamin Whorf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Benjamin Lee Whorf (24 de abril de 189726 de julho de 1941) foi um língüísta norte-americano, sendo mais conhecido como um dos criadores da Hipótese de Sapir-Whorf.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Benjamin Whorf começou a estudar química no MIT e depois iniciou uma carreira de inspetor de incêndio para companhias de segurança. Apaixonado por civilizações e línguas meso-americanas, inclinado a um certo misticismo, ele seguiu os cursos de E. Sapir a partir de 1928, foi viver com os Hopis em 1932 e foi o assistente de E. Sapir em Yale de 1937-1938. Mantendo sua posição de pesquisador, B. L. Whorf redigiu um dicionário e uma gramática hopi e depois, a partir de 1936, uma dezena de artigos que contêm o essencial da hipótese Sapir-Whorf, assim chamada apesar de que os textos foram exclusivamente redigidos por B. L. Whorf. Ele morreu em 1941 e seus textos, alguns então ainda inéditos, foram reunidos em um volume, que apareceu em 1956 sob o título Language, Thought and Reality.


Portal A Wikipédia possui o portal:



Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.