Instituto de Tecnologia de Massachusetts

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Massachusetts Institute of Technology
Uma imagem de grande alcance dinâmico da cúpula do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) em Cambridge, Estados Unidos.
Lema Mens et Manus
Fundação 1861 (aberto em 1865)
Tipo de instituição Privado
Localização Cambridge, Massachusetts, Estados Unidos
Presidente L. Rafael Reif
Campus 168 acres
Gasto anual US$10.068 bilhões
Página oficial web.mit.edu

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (em inglês, Massachusetts Institute of Technology, MIT) é um centro universitário de educação e pesquisa privado localizado em Cambridge, Massachusetts, nos Estados Unidos.

O MIT é um dos líderes mundiais em ciência e tecnologia, bem como outros campos, como administração, economia, linguística, ciência política e filosofia. Dentre seus preeminentes departamentos e escolas, destacam-se: Sloan School of Management, Lincoln Laboratory, Computer Science and Artificial Intelligence Laboratory, Media Lab e Whitehead Institute.

Dentre os professores e ex-alunos do MIT estão incluídos vários políticos (entre os quais a senadora vitalícia italiana Elena Cattaneo), executivos, escritores, astronautas, cientistas e inventores preeminentes. O MIT já produziu mais de 70 Prêmio Nobel, oito dos quais são membros do seu corpo docente atual.

História[editar | editar código-fonte]

No início de 1859, a Assembléia Legislativa do Estado de Massachusetts criou uma proposta de uso das terras recém-inauguradas em Back Bay, em Boston, para um museu e um Conservatório da Arte e Ciência. Em 1861, o Estado de Massachusetts aprovou uma carta para a incorporação do “Instituto de Tecnologia de Massachusetts e Sociedade de História Natural de Boston” apresentado por William Barton Rogers. Rogers procurou estabelecer uma nova forma de ensino superior para enfrentar os desafios colocados pelo rápido avanço da ciência e tecnologia durante meados do século 19 com os quais as instituições clássicas estavam mal preparadas para lidar com esse avanço.

O “Plano de Rogers”, como veio a ser conhecido, refletiu o modelo de universidade alemã de pesquisa, destacando uma faculdade independente envolvida na investigação, bem como na instrução orientada em torno de seminários e laboratórios. Rogers propôs que esta nova forma de educação deve ser enraizada em três princípios: o valor educativo do conhecimento útil, a necessidade de "aprender na prática" e integrar a educação artística e profissional liberal a nível de graduação.

Por razão do conflito aberto durante a Guerra Civil eclodir poucas semanas após ter recebido a carta, as primeiras aulas do MIT tiveram que ser realizadas em um espaço alugado no edifício da Junta Comercial no centro de Boston em 1865. Apesar de que era para ser localizado no centro de Boston, a missão do novo instituto correspondeu a intenção de "1862 Morrill Land-Grant Colleges Act" para financiar as instituições: "promovendo a educação liberal e a prática das classes industriais."

Embora o estado de Massachusetts fundar o que viria a ser a Universidade de Massachusetts, nos termos do presente ato, o MIT também seria uma escola com concessão de terras. Dessa forma, tiveram que ir em direção a novos edifícios em Back Bay de Boston, em 1866; MIT foi chamado de "Boston Tech". Durante o próximo meio século, o foco da ciência e curriculo da engenharia foram primordialmente vocacionais invés de teóricos. MIT rejeitou a proposta de Harvard de unir MIT com Harvard's Lawrence Scientific School.

Descrição da universidade[editar | editar código-fonte]

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts, na cidade de Cambridge (adjacente a Boston), é uma das instituições universitárias mais importantes dos EUA e do mundo, proporcionando educação em áreas como ciência ou tecnologia a cerca de 10 mil estudantes distribuídos em suas seis escolas:

Cúpula do Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT).

Além disso, um grande número de pesquisadores e professores participam de seus programas, laboratórios, bibliotecas e demais centros de pesquisa, entre os quais encontram-se os melhores em educação, administração, indústria, engenharia e outras profissões. Prova disso são os 47 prêmios Nobel que estudaram em suas salas de aula.

Ao longo dos seus anos de funcionamento, o MIT estabeleceu contato com outras universidades, governos e empresas em todos os países do mundo, o que resultou em uma rica mescla de pessoas, ideias e programas que têm como objetivo melhorar o bem-estar no mundo.

Porém, estudar no MIT não é somente dedicar-se às questões acadêmicas profissionais; há tempo também para o lazer, por meio de sua extensa agenda cultural: encontros, conferências, seminários, dança, cinema, desportos, teatro, artes visuais, concertos... tudo o que se possa imaginar e mais, nos sete dias da semana.

Alojamento[editar | editar código-fonte]

Simmons Hall, um dos alojamentos do MIT.

Se você decidir estudar no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, terá várias possibilidades de alojamento: dentro do campus, dependendo de estar cursando graduação ou pós-graduação, ou fora do campus.

Alojamento para estudantes de graduação[editar | editar código-fonte]

Os estudantes de graduação têm a possibilidade de se alojarem em uma das 11 residências ou 5 casas culturais, nas quais poderão crescer nos aspectos pessoal, social e acadêmico.

Os quartos são individuais e estão mobiliados com cama, mesa, cadeira, luminária e armário. Além disso, as residências dispõem de serviços de lavanderia, salas de televisão, de jogos, de música e de computadores, e cada quarto dispõe de conexão de internet.

Alojamento para estudantes de pós-graduação[editar | editar código-fonte]

O MIT oferece a seus estudantes de doutorado e mestrado um total de seis residências com as mesmas características e os mesmos serviços que as residências para estudantes de licenciatura e curso superior de curta duração.

Alojamento fora do campus[editar | editar código-fonte]

Alguns estudantes preferem morar fora do campus. Se esse é o seu caso, o serviço de alojamento fora do campus oferece a ajuda necessária para que você encontre uma casa na área de Boston que atenda às suas necessidades.

Financiamento[editar | editar código-fonte]

O MIT dedica uma grande parte do seu orçamento para ajudar os estudantes a financiar seus estudos nessa instituição. Em 2006, a universidade investiu aproximadamente US$ 42 milhões em bolsas de estudo, valor que se soma aos US$ 5,3 milhões que os estudantes receberam de ajudas estaduais. Dessa forma, três de cada quatro estudantes do MIT recebem ajuda financeira. As decisões sobre admissão não levam em conta a situação financeira do estudante; todo estudante que necessite de ajuda econômica a receberá durante o tempo de duração dos seus estudos.

Para optar por alguma dessas bolsas e auxílios, o estudante estrangeiro deverá preencher o Formulário para Solicitação de Ajuda Financeira a Estudantes de outros Países, que poderá ser encontrado em sua página da internet.

Além disso, informações bastante completas estão disponíveis na página da internet Escritório de Ajuda Financeira da universidade.

Secretaria - Admissões[editar | editar código-fonte]

Conseguir entrar nessa universidade é bastante difícil. A cada ano, 2.135 estudantes de 119 países diferentes solicitam admissão, dos quais somente 105 são aceitos. Quase todos os aceitos tiveram empenho destacado em campos como música, artes, pesquisa científica ou esportes em âmbito regional, nacional ou internacional.

É recomendável que os aspirantes disponham de uma preparação prévia que consista em, no mínimo, quatro anos do idioma inglês e dois ou mais anos de história, estudos sociais, matemática, biologia, química ou física.

Da mesma forma, os estudantes têm a possibilidade de fazer uma entrevista pessoal com uma pessoa da universidade em seu próprio país. A entrevista não é de caráter obrigatório, mas se decidir fazê-la, é sua responsabilidade comparecer. A data máxima para essas entrevistas é 15 de dezembro do ano anterior ao que pretender cursar o MIT.

Diferentemente dos aspectos anteriores, existe também uma série de requisitos imprescindíveis, como a realização de três exames: o SAT I ou o ACT; o TOEFL, no caso de a língua materna não ser o inglês; e das disciplinas do SAT II, que seriam matemática por um lado e física, química ou biologia por outro.

Cursos de pós-graduação[editar | editar código-fonte]

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts é uma das melhores instituições do EUA em proporcionar educação aos estudantes de todo o mundo. De acordo com essa linha, seus programas de doutorado e mestrado são dos mais completos e importantes dos EUA, razão da sua grande demanda.

Sua página da web contém uma relação com todos os cursos oferecidos, além de dispor de toda a informação necessária para inscrição. Entre esses programas, destacam-se os mestrados em:

  • Ciência
  • Computação
  • Engenharia
  • Arquitetura
  • Urbanismo
  • Administração e Negócios
  • Meio Ambiente

Quanto aos programas de doutorado, destacam-se:

  • Filosofia
  • Ciências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]