Brasão de Florianópolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasão de Florianópolis

O brasão de Florianópolis é um dos símbolos oficiais do município de Florianópolis, Santa Catarina. Foi instituído em 15 de março de 1976, ano em que a cidade completava duzentos e cinqüenta anos de emancipação político-administrativa.

O brasão é formado por um escudo do tipo português. Sobre o escudo há uma coroa mural de ouro, com três torres completas, ao centro (visíveis), e duas meias torres nas extremidades (sendo 8 no total), que representa o valor de capital de estado. No centro do escudo, um escudete representa a ilha. Os tenentes (como são chamadas as figuras que suportam o escudo), representam, à esquerda, o bandeirante Francisco Dias Velho, e, à direita, um Oficial do Regimento de Infantaria de Linha da Ilha de Santa Catarina, vestindo o uniforme de gala previsto no Plano de 1786.

Legislação[editar | editar código-fonte]

O brasão municipal foi criado pela Lei n. 1408, de 15/3/1976:

(…)

Artigo 2º - 0 novo símbolo municipal tem a seguinte descrição, que corresponde ao modelo citado no artigo 10 desta Lei:

Escudo do tipo português, de 7 X 8,5 módulos, boleado, cortado, tendo em chefe esmaltado de blau, sobre o todo, na linha do horizonte, um sol nascente de ouro e a ponta, também de blau, burelada de três peças de prata, eqüidistantes em abismo um escudete de ouro, debruado de goles, contendo ao centro a cruz da Ordem de Cristo nas suas cores; sobre o escudo, uma coroa mural de ouro, com três torres completas, ao centro e duas meias torres nas extremidades, lavradas e com suas ameias, forrada de goles e vasadas no mesmo esmalte: como Tenentes, à dextra, a figura representativa do bandeirante Francisco Dias Velho, adaptada da sua estátua simbólica conforme está no Museu de Ipiranga, descoberto, com a mão direita apoiada sobre a boca do bacamarte e a esquerda sustendo o escudo; está vestido de gibão acolchoado talhado em losangos em suas cores naturais, sobre a blusa de prata, e cobrindo as coxas, portando botas altas de sable, tudo com seus panejamentos e sombras; e, à sinistra, a figura de um Oficial da Regimento de Infantaria de Linha da Ilha de Santa Catarina, vestindo o uniforme de gala previsto no Plano de 1786, compreendendo bicórnio de sable com ornatos de prata, casaca militar de blau, com ornamentos, alamares e dragonas de prata, gola, canhões e forro de casaca de goles, tudo sobre colete de blau, com ornamentos de prata, idênticos aos da casaca, peitinho e gravata militar rendada, de prata, calções militares de blau, com ornamentos laterais idênficos, de prata, meias brancas e borzeguim de sable; a mão esquerda da figura repousa sobre o copo da espada pendente de bainha de sable e suporta por cinturão também de sable, com fivela de prata, aplicando sobre faixa de goles; e a direta sustenta o escudo; os Tenentes repousam sobre um listel de blau, ondulado simetricamente, apresentando ao centro, de prata, a palavra Florianópolis e nas pontas, à dextra, também de prata e a era 1.726 e à sinistra a era 1. 823.

Artigo 3º - O Brasão de Armas do Município será utilizado em todos os papéis oficiais, quer do Poder Executivo, quer do Poder Legislativo, em cores ou na representação convencional; será fixado, em bronze na fachada do edifício onde funcionam os Poderes do município; em placas esmaltadas nas escolas e próprios municipais, bem como em suas Repartições; e, pintadas, nos veículos municipais de qualquer tipo.

(…)

Paço Municipal, em Florianópolis, aos 15 de março de 1976.

Esperidião Amin Helou Filho, Prefeito Municipal.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre heráldica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.