Cabrera (Ilhas Baleares)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cabrera
Cabrera está localizado em: Espanha
Cabrera
39° 9' N 2° 57' E
Localització de Cabrera.png
Localização da ilha Cabrera nas ilhas Baleares
Geografia física
Arquipélago Ilhas Baleares
Ponto culminante 172 m (Picamosques)
Área 15,69  km²
Geografia humana
População 20 (2010)
Densidade 1,3  hab./km²
Porto de Cabrera

A ilha Cabrera é a maior das ilhas Cabrera, um sub-arquipélago das Ilhas Baleares, Espanha. Faz parte integrante do Parque nacional do Arquipélago de Cabrera. Tem 20 residentes.

A presença militar desde 1916 evitou que na zona se desse uma invasão turística, o que permitiu a conservação deste privilegiado ecossistema até aos nossos dias, pertencendo desde 29 de abril de 1991 ao Parque Nacional do Arquipélago de Cabrera, mediante a Lei 14/1991.

História[editar | editar código-fonte]

A ilha Cabrera e os ilhéus maiores próximos foram visitados pelas principais civilizações mediterrâneas: fenícios, cartagineses, bizantinos e romanos.

Durante os séculos XIII e XIV a ilha Cabrera e o seu porto natural foram utilizados por piratas berberes como base a partir da qual podiam atacar as costas maiorquinas. Por este motivo, já no século XIV, foi construído um castelo na entrada do porto. Este castelo evitava que o porto fosse usado como base pirata e permitia maior vigilância das águas próximas a Mallorca.

Em 1808 estala a Guerra da Independência Espanhola. Os soldados franceses que foram feitos prisioneiros na batalla de Bailén terminaram encarcerados na ilha Cabrera. Na realidade não havia nenhum edifício que pudesse chamar-se cárcere, a prisão era o próprio isolamento da ilha. Este cativeiro terminou en 1814 ao ser assinada a paz. Devido à escassez de recursos da ilha e a falta de mantimentos e bens por parte das autoridades da Junta de Defensa de Mallorca, não mais da metade continuavam vivos ao terminar a guerra. Em memória destes prisioneiros erigiu-se um monólito na ilha.

Nos finais do século XIX a ilha Cabrera passa a ser propriedade privada. Os donos, a família Feliu, tentaram o cultivo de vinha na ilha. Para tal construíram uma adega, que se utiliza atualmente como museu.

Em 1916 o arquipélago é expropriado por interesses de defesa. Estabelece-se na ilha Cabrera uma pequena guarnição. A ilha utilizou-se até à sua conversão em Parque Nacional como área de prática de tiro. Esta presença militar protegeu o ambiente natural ao evitar que o arquipélago fosse alvo de especulação imobiliária.

Em março de 1991 Cabrera foi declarada como Parque Nacional Marítimo e Terrestre.

Comunicação[editar | editar código-fonte]

Castelo de Cabrera.

O único modo de chegar à ilha é de barco. Ao ser Parque Nacional, o acesso é limitado a uma quantidade de embarcações diárias. Do porto mais próximo de Mallorca (Colònia de Sant Jordi) saem todos os dias excursões guiadas que permitem fazer uma visita.

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cabrera (Ilhas Baleares)