Charada (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Charade
Charada (PT/BR)
 Estados Unidos
1963 • Cor • 113 min 
Direção Stanley Donen
Produção Stanley Donen
Roteiro Peter Stone
Elenco Cary Grant
Audrey Hepburn
Walter Matthau
James Coburn
George Kennedy
Género Suspense
Comédia
Idioma Inglês
Música Henry Mancini
Direção de arte Jean d'Eaubonne
Cinematografia Charles Lang
Edição Jim Clark
Estúdio Universal Pictures
Lançamento 5 de dezembro de 1963
Página no IMDb (em inglês)

Charade (pt/br: Charada) é um filme estadunidense de 1963, do gênero suspense, dirigido por Stanley Donen e com roteiro de Peter Stone baseado em história de Peter Stone e Marc Behm.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Em Paris, Regina Lambert (Audrey Hepburn) está prestes a se divorciar de seu marido quando descobre, que ele foi misteriosamente assassinado durante uma viagem de trem, logo após ter sacado todo o dinheiro (250 mil dólares) do casal, dinheiro este que agora está desaparecido.[1]

Regina é ajudada por Peter Joshua (Cary Grant), que pode ou não também ter interesses financeiros em relação a ela.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Cary Grant Peter Joshua
Audrey Hepburn Regina 'Reggie' Lampert
Walter Matthau H. Bartholemew
James Coburn Tex Panthollow
George Kennedy Herman Scobie
Dominique Minot Sylvie Gaudel
Ned Glass Leopold W. Gideon
Jacques Marin Insp. Edouard Grandpierre
Paul Bonifas Sr. Felix, vendedor de selos
Thomas Chelimsky o menino Jean-Louis

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1964 (EUA)

  • Indicado na categoria de Melhor Canção Original (Charade).

Globo de Ouro 1964 (EUA)

  • Indicado nas categorias de Melhor Ator - Comédia / Musical (Cary Grant) e Melhor Atriz - Comédia / Musical (Audrey Hepburn).

BAFTA 1965 (Reino Unido)

  • Venceu na categoria de Melhor Atriz Britânica (Audrey Hepburn).
  • Indicado na categoria de Melhor Ator Estrangeiro (Cary Grant).

Prêmio Edgar 1964 (Edgar Allan Poe Awards, EUA)

  • Venceu na categoria de Melhor Filme.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Warren Beatty e Natalie Wood estiveram cotados para protagonizar Charada.
  • O personagem Peter Joshua ganhou este nome em homenagem aos dois filhos do diretor Stanley Donen, que se chamavam Peter e Joshua.
  • Cary Grant não estava se sentindo confortável fazendo par romântico com Audrey Hepburn, uma atriz jovem o suficiente para ser sua filha. Ele só aceitou a situação quando o roteiro sofreu modificações, tornando claro que era a moça que o assediava, e não o contrário.
  • O homem que aparece conversando sobre um jogo de pôquer no elevador da embaixada é o roteirista Peter Stone, e sua voz é na verdade a voz do diretor Stanley Donen.
  • O orçamento de Charada foi de quatro milhões de dólares.
  • O filme está em domínio público devido a falhas nos direitos autorais.
  • Charada foi refilmado por Jonathan Demme em 2002, com o título de The Truth About Charlie (O segredo de Charlie).
  • Os trajes de Audrey Hepburn são de Givenchy.

Referências

  1. Charada OYO.com.br.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Charada (filme)