Corpo estriado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Corpo estriado em verde

O corpo estriado é um dos núcleos de base, compondo o do diencéfalo. É formado pelo núcleo caudado e pelo núcleo lentiforme, onde se localiza o putâmen e o globo pálido. É a estação de entrada principal do sistema dos gânglios basais fazendo ligação com o córtex cerebral. Nos primatas (incluindo os humanos), o estriado é dividido por um intervalo de substância branca chamada cápsula interna em dois setores chamado o núcleo caudado e o putâmen.[1]

Possui grande número de receptores colinérgicos, gabaérgicos e dopaminérgicos. A parte evolutivamente mais recente é chamada de neoestriado e a mais primitiva de paleoestriado.

É uma das áreas mais afetadas pelas Demências como Alzheimer, Parkinson e doença de Huntington e também na epilepsia e problemas na cordeenação motora (discinesias).[2] Também parece estar associado a síndrome de Tourette, transtorno obsessivo compulsivo e o transtorno bipolar de humor.[3]

Referências

  1. "DBS: The Basal Ganglia". http://biomed.brown.edu/Courses/BI108/BI108_2003_Groups/Deep_Brain_Stimulation/basalganglia.html.
  2. Walker FO (January 2007). "Huntington's disease". Lancet 369 (9557): 218–28. doi:10.1016/S0140-6736(07)60111-1. PMID 17240289.
  3. VALENTE JR., Antonio Augusto and BUSATTO FILHO, Geraldo. Aspectos neurorradiológicos do transtorno obsessivo-compulsivo: o papel dos gânglios da base. Rev. Bras. Psiquiatr. [online]. 2001, vol.23, suppl.2 [cited 2011-03-05], pp. 42-45 . Available from: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462001000600013&lng=en&nrm=iso>. ISSN 1516-4446. doi: 10.1590/S1516-44462001000600013.