Crônica de uma Morte Anunciada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Crónica de una muerte anunciada
Crónica de uma Morte Anunciada (PT)
Crônica de uma Morte Anunciada (BR)
Autor (es) Gabriel García Márquez
Idioma espanhol
País  Colômbia
Género romance
Lançamento 1981
ISBN 987-1138-01-6
Edição portuguesa
Tradução Fernando Assis Pacheco
Editora O Jornal
Lançamento 1982
Páginas 155

Crônica de uma Morte Anunciada (título original em espanhol: Crónica de una muerte anunciada) é um livro de Gabriel García Márquez publicado em 1981. A obra conta, na forma de uma reconstrução jornalística, a história do assassinato de Santiago Nasar pelos dois irmão Vicario.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Resumo Gráfico de 'Crônica de Uma Morte Anunciada'
Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Acusado por Ângela Vicário de tê-la desonrado, o jovem Santiago Nasar foi estudar na Escola Viverde. Foi morto a facadas pelos irmãos de Ângela, os gêmeos Pedro e Pablo. Toda a localidade fica sabendo antes da vingança iminente, mas nada salva Santiago de seu trágico destino, anunciado logo à primeira linha do romance.


Ao longo da história, não obtemos muitas informações sobre Santiago Nasar, não sabemos o que passa em sua mente, nem mesmo se ele está ciente de que o querem matar. A obra gira em torno de anunciar a morte de Nasar, contada por um narrador não onisciente, mas um narrador que buscou todas as informações para escrever a crônica. O mistério do livro está em descobrir quem desonrou Ângela Vicário, que mente sobre o seu autor em função de proteger alguém de quem ela gostava.

Publicação[editar | editar código-fonte]

Foi publicado pela primeira vez em Brasil pelo O Jornal, em 1982, traduzido por Fernando Assis Pacheco. Posteriormente passou a ser publicado pela Dom Quixote, mantendo a tradução anterior.

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.