Cratera de Colônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Cratera da Colônia)
Ir para: navegação, pesquisa

A Cratera do Colônia é a principal atração do patrimônio geológico da cidade de São Paulo. Localizada na região de Parelheiros, foi criada com um impacto de um meteoro de estimados 200 m de diâmetro há aproximadamente 20 milhões de anos, formando uma cratera de 3,6 km de diâmetro.

No Brasil existem apenas cinco destas estruturas, e cerca de 70 no mundo todo. Porém, a cratera de Colônia é a mais próxima de um ambiente urbano (está a 35 km do centro da cidade). Por isso, é um patrimônio natural tombado pelo Condephaat.

Em seu interior há uma coluna de sedimentos de 400 metros de profundidade onde, através de estudos de datação, é possível identificar alguns fatores paleoclimáticos, biogeográficos e até arqueológicos da história natural e de ocupação, tanto do antigo sertão santamarense como do próprio planalto paulista.

O governo municipal estuda a criação de parque para conservação da área, que já vem sendo muito degradada por conta de ocupações irregulares, como a iniciada nos limites da cratera em 1989 que acabou gerando o bairro de Vargem Grande, com cerca de 40 mil habitantes. A idéia é criar um pólo turístico no extremo sul da capital paulista.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.