Cyber café

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Cyber café em Edimburgo.

Cyber café ou cibercafé é um local que, podendo funcionar também como bar ou lanchonete, oferece a seus clientes acesso à Internet, mediante o pagamento de uma taxa, usualmente cobrada por hora. Neste local as pessoas podem também se reunir com a finalidade de realizar pesquisas escolares e utilizar do ambiente para estudar.

O uso de espaço para acesso à internet também tornou-se comum em livrarias e em muitas partes o único atrativo oferecido passou a ser o acesso à rede mundial de computadores.

História[editar | editar código-fonte]

O conceito e o nome Cybercafé foi inventado no começo de 1994 por Ivan Pope. Encarregado de desenvolver um evento de internet durante um workshop artístico no Institute of Contemporary Arts de Londres, Pope criou um conceito de café com acesso à internet nas mesas. O evento ocorreu no final de semana de 12 a 13 de março daquele ano, e recebeu o nome de Towards the Aesthetics of the Future

Em junho do mesmo ano foi aberto, em Toronto, Durante o 5º International Symposium on Electronic Art ISEA em agosto um estabelecimento chamado de CompuCaf foi instalado em Helsinki, onde era oferecido o acesso à Internet e venda automatizada de cerveja.

Na Europa os primeiros cibercafés foram abertos em Londres em 1994. O primeiro de todos foi o Café Cyberia, que iniciou suas atividades em 1 de setembro daquele ano, numa idéia pioneira de Eva Pascoe. Segundo esta declarou, a proposta veio amadurecendo desde os inícios dos anos 90, quando passava muito tempo longe de sua família, quando preparava sua tese de de doutorado. Naquela época, ela era uma das poucas pessoas no mundo com acesso a uma conta de e-mail (correio eletrônico), serviço puramente acadêmico, naqueles tempos, além do elevado custo com as ligações telefônicas para poder ficar conectada. Foi assim que, estando num café próximo à universidade, imaginou que seria agradável poder acessar de um lugar como aquele, enquanto saía da rotina habitual.

Software de administração[editar | editar código-fonte]

Para a administração e controle de um cibercafé foram desenvolvidos softwares específicos, livres ou comerciais, que permitem gerenciar, administrar o tempo de uso, manejar o estoque dos produtos, bloquear acessos, e ainda efetuar a contabilidade. Além disso, podem manter uma base de dados dos clientes que têm maior frequência, bem como ofertar benefícios em promoções de marketing de fidelidade.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cyber café
Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.