Daniel Antônio de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Daniel Antônio de Oliveira (Arapuá - MG, 28 de maio de 1941) é um advogado, professor e político brasileiro que foi prefeito de Goiânia entre 1986 e 1989.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Geraldo Antônio de Oliveira e Ana Maria de Jesus. Professor do Ateneu Dom Bosco e do Colégio Rodrigues Alves, estreou na vida política como líder estudantil na Universidade Católica de Goiás onde bacharelou-se em Direito (1974). Eleito vereador em Goiânia em 1976 pelo MDB, chegou a ser prefeito interino da cidade1 na qualidade de presidente da Câmara Municipal. Nas eleições de 1982 conquistou um mandato de deputado estadual pelo PMDB e em 1985 foi eleito prefeito de Goiânia. Sua gestão como alcaide viveu momentos delicados como o suicídio do vice-prefeito Pedro Ludovico em fevereiro de 1987 e a intervenção que o afastou do cargo por quase metade do mandato e o fez romper com o governador Henrique Santillo.2 Diante da ausência de provas foi reintegrado ao posto por decisão judicial. Retornou à política em 1996 quando foi eleito vereador em Goiânia pelo PST.

Referências

  1. De 10 de abril a 30 de junho de 1979.
  2. Afastado sob a acusação de corrupção, foi substituído pelo vice-governador Joaquim Roriz entre 23 de março de 1987 e 17 de outubro de 1988.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Precedido por
Nion Albernaz
Prefeito de Goiânia
19861989
Sucedido por
Nion Albernaz