Jaime Câmara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jaime Câmara
Jaime Camara 2008 Indy 500 Second Qual Day.jpg
Jaime Câmara em Indianápolis, em 2008.
Nome completo Jaime Câmara
Nacionalidade    Brasil Brasileiro
Data de nascimento 5 de Novembro de 1980 (33 anos)
Registros na IndyCar Series
Anos 2008
Times 1 (Conquest Racing)
Voltas mais rápidas 0
Primeira corrida Estados Unidos GP do Kansas, 2008
Última corrida Austrália GP de Surfer's Paradise, 2008
GPs Poles Pódios Vitórias
14 0 0 0
Outros campeonatos
2005-2007
2002-2004
Indy Pro Series
Fórmula 3 Sul-americana

Jaime Câmara (Goiânia, 5 de novembro de 1980) é um piloto automobilístico brasileiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

F-3 e Indy Pro[editar | editar código-fonte]

Câmara despontou para o automobilismo em 2002, quando competia pela Fórmula 3 Sul-americana, onde correu até 2004. Em 2005 estreia na Indy Pro Series, pela equipe Sam Schmidt Motorsports. As três vitórias na temporada levaram o piloto para a Andretti-Green em 2006, onde obtém apenas uma vitória. Em 2007 não vence nenhuma corrida.

Indy Car Series[editar | editar código-fonte]

Jaime Câmara nos treinos para as 500 Milhas de Indianápolis de 2008.

Em abril de 2008, a equipe Conquest Racing, insatisfeita com o desempenho de seu piloto, o francês Franck Perera, resolve demití-lo por falta de patrocínio e contrata Câmara, que traz o mesmo patrocínio de seu futuro companheiro de escuderia, Enrique Bernoldi. A estreia do goiano é no GP de Kansas, onde termina na 21ª posição.

Durante os treinos para as 500 Milhas de Indianápolis, a inexperiência do goiano quase o prejudica, e entra no box de Bernoldi, atrapalhando o paranaense. Em Richmond, Jaime faz a sua melhor corrida na Indy, tendo inclusive liderado 44 voltas. Sua presença no pódio era quase garantida, e ameaçando a liderança do seu compatriota Tony Kanaan em alguns momentos. Entretanto, um erro faz sua Conquest bater no muro, e o piloto sai do carro lamentando perder um pódio quase certo. Depois da etapa de Richmond, o desempenho dele voltou a cair repentinamente, e seu melhor resultado na temporada - e na categoria - foi o décimo-quarto lugar em Mid-Ohio. Jaime terminou a sua única temporada na 23ª classificação geral, com 174 pontos.

Em 2009, a Conquest testou o piloto em alguns momentos, mas o canadense Alex Tagliani acabaria sendo contratado para seu lugar. Câmara ficou dois anos sem correr, regressando em 2011 para competir na FIA GT, categoria GT1. Pilotando um Chevrolet Corvette da equipe DKR Engineering, junto com os franceses Michaël Rossi e Dimitri Enjalbert e o italiano Matteo Bobbi, o brasileiro disputa quatro corridas com o trio, abandonando duas e chegando ao final em três.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]