Demétrio I Sóter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Moeda de Demétrio I Sóter.

Demétrio I Sóter (em grego: Δημητριος Σωτήρ, Demetrios Soter, "Demétrio o Salvador"; ? - 150 a.C.), foi um rei da dinastia selêucida que reinou de 161 a.C. a 150 a.C.. Era filho do rei Seleuco IV[1] e da rainha Laodice IV.

Reinado[editar | editar código-fonte]

Foi enviado a Roma como refém durante o reinado de seu pai, Seleuco IV Filopáter.[1] Após a morte se seu pai em 175 a.C., Antíoco IV Epifânio aproveitou o cativeiro de Demétrio para tomar o trono.[1] Demétrio escapou do cativeiro, com o auxílio de alguns senadores, do estadista e historiador grego Políbio e do soberano Ptolomeu VI Filométor do Egito. Ele aportou na cidade litorânea de Trípoli com uns poucos homens, de lá marchou para Antioquia, de onde logo teve a posse, pois os povos lhe receberam com alegria e lhe entregaram [carece de fontes?] o rei Antíoco V Eupátor e Lísias que foram assassinados por ordem do rei.[1] Segundo o relato de I Macabeus, Demétrio não quis ver as faces deles[2] . Depois de submeter e matar o rei Antíoco V Eupátor, seu primo, ele se estabeleceu como rei do trono sírio, mas não pôde ganhar a simpatia dos romanos. Pelo contrário, o senado romano permitiu que o sátrapa Timarco assumisse o título real. Timarco conseguiu, com a ajuda de Artaxias I, conquistar toda a Babilônia, governando de forma cruel.

Demétrio adquiriu seu sobrenome de Sóter, ou Salvador, dos babilônios, que ele salvou da tirania do sátrapa médio, Timarco. Timarco, que ele próprio tinha designado para a defesa da Média contra o avanço dos partos, parece ter tratado a ascensão de Demétrio como uma desculpa para se declarar um rei independente e estender seu domínio na Babilônia. Suas forças não foram o bastante para o rei selêucida: Demétrio derrotou e matou Timarco em 160 a.C., O Império Selêucida foi temporariamente unido. Nesse mesmo ano o senado o reconheceu como rei.

Demétrio foi morto por Alexandre Balas, que o sucedeu.[1]

Referências

  1. a b c d e Bar Hebraeus, Cronografia, Livro VII, O primeiro reino dos gregos, Aqui começa a sétima série, que passa dos reis dos persas até os gregos pagãos
  2. I Macabeus VII, 3. Bíblia de Jerusalám, editora Paulus.
Precedido por
Antíoco V Eupátor
Rei Selêucida
161 a.C150 a.C.
Sucedido por
Alexandre Balas
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.