Demócrito Rocha Dummar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Demócrito Rocha Dummar (Fortaleza, 12 de março de 1945 - Fortaleza, 25 de abril de 2008) foi um jornalista brasileiro e presidiu por 45 anos o Grupo de Comunicação O POVO.

Neto de Demócrito Rocha (fundador do Jornal O Povo, em 1928), filho de Lúcia Dummar e João Dummar, era bacharel em Direito e ocupou o cargo de diretor-presidente do Grupo.

Chegou a presidir a Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão - ACERT, de 1984 a 1988. Foi vice-presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT), além de vice-presidente e sócio fundador da Associação Nacional de Jornais (ANJ) e membro da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), representando empresas das três Américas.

A herança recebida do avô, o Grupo de Comunicação O POVO, compreende, atualmente, um jornal diário (Jornal O POVO), a Fundação Demócrito Rocha, quatro emissoras de rádio ( O POVO/CBN, Calypso FM, Rádio MIX, Tempo FM ), e a TV O Povo - fundada em julho de 2007.

Na tarde de 25 de abril de 2008, Demócrito Rocha Dummar foi encontrado morto em sua casa, no bairro Aldeota, tendo cometido suicídio.[1]

Notas

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.