Denis Jean Achille Luchaire

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Denis Jean Achille Luchaire

Denis Jean Achille Luchaire (24 de outubro de 184614 de novembro, 1908) foi um historiador francês.

Luchaire tornou-se professor em Bordeaux (1879) e lecionou história medieval na Sorbonne (1889); foi eleito membro da Academia de Ciências Morais e Políticas em 1895[1] , onde recebeu o prêmio Jean Reynaud.

Seu primeiro trabalho de importância foi Histoire des institutions monarchiques de la France sous les premiers Capétiens (1883 e 1891), outras de suas obras foram:

  • Manuel des institutions françaises: période des Capétiens directs (1892)
  • Louis VI le Gros, annales de sa vie et de son règne (1890)
  • Étude sur les actes de Louis VII (1885).

Seus outros escritos tratavam principalmente sobre os papados, com destaque em sua obra de seis volumes sobre Inocêncio III:

  1. Rome et Italie (1904)
  2. La Croisade des Albigeois (1905)
  3. La Papaute et l'empire (1905)
  4. La Question d'Orient (1906)
  5. Les Royautés vassales du Saint-Siège (1908)
  6. Le Concile de Latran et la réforme de l'Église (1908)

Luchaire também foi o autor dos dois primeiros volumes da Histoire de France de Ernest Lavisse.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.