Escola Normal Superior de Paris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O edifício principal da Escola Normal Superior de Paris.

A Escola Normal Superior de Paris (também conhecida como Normale Sup’, Normale, ENS, ENS - Paris, ENS-Ulm ou Ulm) é uma grande école francesa, cujo campus principal está situado na rue d'Ulm, no 5º arrondissement de Paris. É vinculada diretamente ao Ministério do Ensino Superior e da Pesquisa da França.[1]

Suas origens remontam a 1794, quando foi criada a École normale pela Convenção nacional. O decreto do 9 brumário estipulava:

(Artigo Primeiro) « Será estabelecida em Paris uma Escola Normal, para a qual serão convocados, de todas as partes da República, cidadãos já instruídos nas ciências úteis, para aprender com os professores mais hábeis de todos os gêneros, a arte de ensinar . »

A escola reunia efetivamente professores particularmente brilhantes, marcados pelo espírito das Luzes, tais como os cientistas Monge, Vandermonde, Daubenton e Berthollet ou os escritores e filósofos Bernardin de Saint-Pierre e Volney. Pouco tempo depois, o estabelecimento foi fechado para ressurgir em 1808, já sob Napoleão Bonaparte.

Ex-alunos notáveis[editar | editar código-fonte]

Ex-alunos laureados[editar | editar código-fonte]

Entre os antigos alunos da ENS-Paris, encontram-se oito ganhadores da Medalha Fields, o maior galardão concedido no campo das matemáticas, assim como ganhadores do Prêmio Nobel em ciências e literatura.

Laureados com a Medalha Fields (todos os ganhadores franceses foram educados na ENS)

Laureados com o Prêmio Nobel

Referências

  1. Nos termos do decreto de 26 de agosto de 1987, o Ministro exerce em as competências atribuídas a um reitor, assegurando assim sua independência e, reçação às universidades.
Ícone de esboço Este artigo sobre França é um esboço relacionado ao Projeto Europa. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.