Alfred Kastler

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alfred Kastler Medalha Nobel
Física
Nacionalidade França Francês
Nascimento 3 de maio de 1902
Local Guebwiller
Morte 7 de janeiro de 1984 (81 anos)
Local Bandol
Atividade
Campo(s) Física
Prêmio(s) Prêmio Holweck (1954), Medalha de Ouro CNRS (1964), Nobel prize medal.svg Nobel de Física (1966)

Alfred Kastler (Guebwiller, 3 de maio de 1902Bandol, 7 de janeiro de 1984) foi um físico francês.

Foi laureado com o Nobel de Física de 1966, pela descoberta e desenvolvimento de métodos óticos no estudo da ressonância hertziana nos átomos.

Laboratoire Kastler-Brossel[editar | editar código-fonte]

O professor Kastler passou a maior parte de sua carreira de investigação na École Normale Supérieure, em Paris, onde começou com seu aluno, Jean Brossel, após a guerra, um pequeno grupo de pesquisa em espectroscopia.

Ao longo dos 40 anos que se seguiram, o grupo treinou muitos dos jovens físicos e teve um impacto significativo no desenvolvimento da ciência da física atômica na França. O "Laboratoire de Spectroscopie hertzienne" foi então renomeada Laboratoire Kastler Brossel, em 1994, e tem uma parte de seu laboratório na Universidade Pierre e Marie Curie, principalmente na École Normale Supérieure.

Kastler morreu em 7 de janeiro de 1984, em Bandol, França.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Walter Sullivan (8 de janeiro de 1984). Dr. Alfred Kastler, 81, Nobel Prize-Winner, Dies New York Times. Página visitada em 28 de dezembro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Robert Courrier
Medalha de Ouro CNRS
1964
Sucedido por
Louis Eugène Félix Néel
Precedido por
Shin'ichiro Tomonaga, Julian Schwinger e Richard Feynman
Nobel de Física
1966
Sucedido por
Hans Bethe


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alfred Kastler