François Englert

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
François Englert Medalha Nobel
Física
Nacionalidade Bélgica Belga
Nascimento 6 de novembro de 1932 (82 anos)
Local Etterbeek
Atividade
Campo(s) Física
Alma mater Université Libre de Bruxelles
Prêmio(s) Prêmio Francqui (1982), Prêmio Wolf de Física (2004), Prêmio Sakurai (2010), Medalha do prêmio Nobel Nobel de Física (2013)

François Englert (Etterbeek, 6 de novembro de 1932) é um físico belga. Foi laureado com o Nobel de Física de 2013, juntamente com Peter Higgs, pela descoberta do mecanismo de Higgs.[1]

Juventude[editar | editar código-fonte]

François Englert é filho de judeus e sobrevivente do Holocausto; foi durante a Segunda Guerra Mundial uma das chamadas "crianças escondidas".[2] [3]

Tom Kibble, Gerald Guralnik, Carl Richard Hagen, François Englert e Robert Brout na cerimônia de entrega do Prêmio Sakurai de 2010

Carreira[editar | editar código-fonte]

Englert obteve a graduação em engenharia mecânica e elétrica em 1955 na Université Libre de Bruxelles (ULB), onde obteve um doutorado em física em 1959. Depois trabalhou até 1961 na Universidade Cornell com Robert Brout, sendo no final professor assistente. Voltou para Bruxelas, onde tornou-se professor. Robert Brout também o visitou como professor. Juntos dirigiram a partir de 1980 a seção de física teórica. Em 1998 tornou-se professor emérito.

Independentemente de Peter Higgs (e Carl Richard Hagen, Gerald Guralnik e Tom Kibble) descobriu em 1964 o atualmente denominado mecanismo de Higgs, que confere massa de acordo com a teoria de gauge mediante quebra de simetria em analogia com a física do estado sólido (Englert e Brout: Broken Symmetry and the Mass of Gauge Vector Mesons. In: Physical Review Letters. Volume 13, 1964, p. 321–323[4] ) através de um campo escalar (campo de Higgs). A este mecanismo é atualmente atribuído no modelo padrão a massa das partículas elementares. Eles propuseram que a teoria de gauge com quebra de simetria permanece renormalizante.[5] , o que foi provado no início da década de 1970 por Gerardus 't Hooft e Martinus J. G. Veltman, que por isso receberam o Nobel de Física de 1999.

Trabalhou com mecânica estatística, cosmologia, teoria das cordas e gravitação.[6]

Em 1997 recebeu o Prêmio de Física de Altas Energias e Partículas Elementares da European Physical Society com Robert Brout e Peter Higgs e em 2004 o Prêmio Wolf de Física com Brout e Higgs. Em 1982 recebeu o Prêmio Francqui. Em 2010 foi laureado com outros descobridores do mecanismo de Higgs com o Prêmio Sakurai. Em 2013 Englert, Peter Higgs e a Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN) receberam o Prêmio Príncipe das Astúrias. Em 8 de julho de 2013 Alberto II da Bélgica o nobilitou com o título de barão da nobreza belga.[7] A Thomson Reuters listou Englert em 2013 em razão do número de suas citações entre os favoritos para receber um Prêmio Nobel,[8] que ele efetivamente obteve juntamente com Peter Higgs.[9]

Participou da 23ª Conferência de Solvay, em 2005.

Referências

  1. Press release – The Nobel Prize in Physics 2013 (em inglês) Royal Swedish Academy of Sciences Nobelprize.org. Visitado em 8 de outubro de 2013.
  2. USC Shoah Foundation Institute testimony of Francois Englert (em inglês)
  3. Joodse gemeenschap in ons land feliciteert Nobelprijswinnaar Francois Englert (em neerlandês)
  4. No mesmo volume do Physical Review Letters foram publicados também os trabalhos de Higgs e de Guralnik, Hagen e Kibble. Englert e Brout publicaram algumas semanas antes de Higgs.
  5. Fundamental Problems in Elementary Particle Physics. In: Proceedings of the 14th Solvay Conference, Bruxelas, 2 a 7 de outubro de 1967. John Wiley, Nova Iorque, 1968, página 18.
  6. Em 1978 recebeu com Brout e Gunzig pelo The Causal Universe o primeiro prêmio do International Gravity Contest da Gravity Research Foundation.
  7. Belgisch Staatsblad: Opzoeking van documenten bei: fgov.be. Veröffentlichung: 2013-07-17 "Adellijke gunsten" (Zur Sichtbarmachung des Eintrages muss zunächst unter "Datum van afkondiging:" das Jahr 2013 in das erste Fach eingetragen werden. Anschließend unter "Woord(en) van tekst:" der Begriff "Adellijke gunsten" eingegeben werden. Dann muss zunächst "Opzoeking" und danach "Lijst" angeklickt werden.)
  8. 2013 Predictions bei Thomson Reuters (sciencewatch.com), abgerufen am 25. September 2013.
  9. Notícia do Comitê Nobel.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Bertrand Halperin e Anthony Leggett
Prêmio Wolf de Física
2004
com Robert Brout e Peter Higgs
Sucedido por
Daniel Kleppner
Precedido por
Serge Haroche e David Wineland
Nobel de Física
2013
com Peter Higgs
Sucedido por
Isamu Akasaki, Hiroshi Amano e Shuji Nakamura