Diogo Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diogo Silva
Diogo Silva em 2007, na abertura oficial da Olimpíada Carioca.
Informações pessoais
Nome completo Diogo André Silvestre da Silva
Modalidade Taekwondo
Nascimento 7 de março de 1982 (32 anos)
São Sebastião, SP
Nacionalidade Brasileiro
Compleição Peso: 68kg Altura: 1,78
Medalhas
Jogos Pan-Americanos
Ouro Rio 2007 Até 68kg
Bronze Santo Domingo 2003 Até 68kg
Jogos Sul-Americanos
Ouro Rio 2002 Até 67kg
Ouro Buenos Aires 2006 Até 67kg
Prata Medellin 2010 Até 68kg
Universíada
Ouro Belgrado 2009 Até 67kg
World Qualification Tournament for 2012 Olympics Games
Bronze Baku 2011 Até 68kg
World Military Games
Ouro Rio 2011 Até 68kg
Open
Ouro Belgica Open 2006 Até 67kg
Ouro Korea Open 2006 Até 67kg
Prata Germany Open 2007 Até 67kg
Prata US Open 2012 Até 68kg
Bronze Germany Open 2006 Até 67kg
Bronze Germany Open 2014 Até 68kg
Bronze US Open 2011 Até 68kg
Bronze US Open 2013 Até 68kg

Diogo André Silvestre da Silva, mais conhecido apenas por Diogo Silva, (São Sebastião, São Paulo, 7 de março de 1982) é um lutador de taekwondo brasileiro campeão pan-americano em 2007 e mudial universitário em 2009. Mede 1,78 m de altura e compete na categoria até 68 kg.

Carreira no taekwondo[editar | editar código-fonte]

Diogo Silva passou a praticar o esporte por idéia de sua mãe, que queria que o filho parasse de brigar nas ruas. Ele escolheu o taekwondo pois queria imitar os golpes dos atores em filmes de luta. Em sua carreira, Diogo marcou-se por lutar contra a falta de incentivo ao taekwondo e pela causa negra.

O lutador foi medalhista de bronze no Mundial Júnior de taekwondo em 1998 em sua categoria, até 68 kg. Em 2003, foi bronze nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, na República Dominicana[1] .

Participou das Olimpíadas em Atenas 2004, na categoria até 68 kg. Derrotou o venezuelano Luis Alberto García por 6 a 5, e na segunda rodada, perdeu para o iraniano Hadi Saei por 8 a 6. Na repescagem, passou pelo italiano Carlo Molfetta, pelo guatemalteco Gabriel Sagastume, e na disputa do bronze, perdeu para o sul-coreano Song Myeong-Seob por 12 a 7, ficando em quarto lugar.[2] .

Em 2007, no Pan-americano do Rio de Janeiro, Diogo Silva conquistou a medalha de ouro em sua categoria. Na decisão, venceu o peruano Peter López por 3 a -1[3] . Aquela foi a primeira medalha de ouro do Brasil no Pan daquele ano[1] .

Em 2008, Diogo optou por se preparar melhor para o Mundial, e ficou sem a vaga olímpica.[4]

Em 2009, Diogo Silva conquistou a medalha de ouro na Universíada realizada em Belgrado, na Sérvia, sendo novamente a primeira medalha ouro do Brasil conquistada, a exemplo do Pan-americano em 2007[5] .

Em 2011 depois de passar por uma transição nas regras da modalidade, Diogo Silva se torna o primeiro atleta Brasileiro a se classificar para os jogos Olimpicos de Londres 2012 e o único atleta na História do País a conquistar a vaga em um pré-olimpico Mundial, obtendo a medalha de Bronze.

Ainda no ano de 2011, Diogo se torna o primeiro atleta do Taekwondo Brasileiro a conquistar a medalha de Ouro nos Jogos Mundiais Militares, sendo o único atleta a ter 4 Ouros em World Games.

Nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, aos 30 anos, Diogo Silva começou ganhando as 2 primeiras rodadas, do uzbeque Dimitry Kim por 3 a 2, e do jordaniano Mohammad Abulibdeh por 7 a 5. Na semifinal, enfrentou o vice-campeão mundial, o iraniano Mohammed Bagheri Motamed. Diogo estava perdendo a luta por 5 a 1, após sofrer uma lesão no pé durante a luta, quando a 3 segundos do final da luta, aplicou o golpe mais valioso do taekwondo, o chute giratório na cabeça, e ganhou 4 pontos, levando a luta ao Golden Score. Lá, o empate permaneceu, e o resultado foi para a decisão dos juízes, que tiraram Diogo da final. Na disputa do bronze, ainda com a lesão no pé, contra o americano Terrence Jennings, Diogo começou perdendo por 4 pontos, mas se recuperou ao longo da luta e empatou-a em 5 a 5. O brasileiro já comemorava a prorrogação ao Golden Score quando, faltando um segundo para acabar, o americano acertou um chute na cabeça. O técnico de Jennings pediu a revisão do golpe. Os juízes assistiram ao replay e confirmaram a pontuação: 8 a 5 e a medalha de bronze para os Estados Unidos. Diogo acabou em 4º lugar, igualando seu resultado de Atenas 2004.[6]

Carreira musical[editar | editar código-fonte]

Diogo Silva também possui uma carreira como rapper. Ele pretende lançar um álbum com seu grupo, o Senzala Hitech, quando voltar ao Brasil, depois das Olimpíadas de Londres 2012.[7]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Taekwondo pictogram.svg Este artigo sobre um(a) lutador(a) de taekwondo, integrado ao Projeto Artes Marciais, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.