Efraín Ríos Montt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
José Efraín Ríos Montt
26º Presidente da Guatemala Guatemala
Mandato 23 de março de 1982
até 8 de agosto de 1983
Vida
Nascimento 16 de Junho de 1926 (88 anos)
Huehuetenango
Dados pessoais
Cônjuge María Teresa Sosa Ávila
Partido Frente Republicano Guatemalteco
Religião Evangélico
Profissão Ministro
general
político

José Efraín Ríos Montt (Huehuetenango, 16 de junho de 1926) é um político e general que foi de facto presidente da Guatemala de 23 de Março de 1982 a 8 de Agosto de 1983.[1]

Ríos Montt foi presidente da Guatemala apoiado por um golpe militar e governou como ditador durante 18 meses.

Em 2013, o líder golpista e seu colega, o general José Mauricio Rodríguez são julgados por 15 massacres — dos 472 que se cometeram sob a presidência de Rios Montt — em sua maioria indígenas, e quase metade, crianças, da etnia ixil, no departamento de Quiché norte. Existe um segundo processo em curso, pela morte de 250 camponeses em Petén, zona de trânsito da droga, controlada por máfias mexicanas como os Zetas e o cartel de Sinaloa.

A 10 de maio de 2013, foi condenado a 50 anos de prisão por genocídio e 30 anos por crimes contra a humanidade, tornando-se o primeiro líder latino-americano a ser condenado por esses crimes.[2] [3]

Precedido por
Fernando Romeo Lucas García
Presidente da Guatemala
1982 - 1983
Sucedido por
Óscar Humberto Mejía Victores

Referências

  1. EFRAIN RIOS MONT ( 23/03/1982 - 08/08/1983 ) (em espanhol). Página visitada em 28 de Janeiro de 2012.
  2. [1].
  3. Asociated Press. . "Ex-dictator convicted of genocide in Guatemala".

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.