Energia reticular

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde dezembro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A energia reticular é definida como a energia necessária para dissociar completamente um mol de composto iônico sólido nos seus íons em estado gasoso.

A energia reticular pode ser calculada com recurso à formula:

E = -\frac{N_AMz^+z^- e^2 }{4 \pi \varepsilon_0 r_0}\left(1-\frac{1}{n}\right)

Sendo,

NA, a constante de Avogadro;

M , a constante de Madelung, relativa à geometria do cristal;

z+, o número de carga do catião;

z−, o número de carga do anião;

e , a carga do electrão, de valor 1.6022×10−19 C;

ε0, a constante de permitividade eléctrica 8.854×10−12 C^2 J^−1 m^−1;

r0, a distância ao ião mais próximo; e

n , o expoente de Born.