Enrique Segoviano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Enrique Segoviano (n. Santo Domingo, República Dominicana, 6 de dezembro de 1944) é um ator, diretor de televisão, diretor de cinema, produtor de televisão e produtor cinematográfico dominicano naturalizado mexicano.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1966 fez sua estréia como ator na peça Primer día de clases, ainda quando cursava Ciencias e Técnicas de Informação na Universidade Iberoamericana.

Entrou no Canal Oito em 1968 como elemento de diferentes produções como "Sube, Pelayo, Sube", a telenovela "Hermanos Coraje"(irmãos coragem) e o programa "Sábados de la Fortuna" (sabados da fortuna).

Foi contratado por Roberto Gómez Bolaños em 1972 sendo o responsável pela direção, jogo de cameras e todos aqueles efeitos especiais época, pondo em pratica o que aprendera no curso de ciências e técnicas de informação.

Em 1973, estreando a série El Chavo del Ocho e El Chapulín Colorado, se empenhou como diretor e produtor das mesmas, conservando seu cargo até 1978, quando saiu da equipe por razões desconhecidas.

Também em 1973 dirigiu TV Nosotros los pobres. Em 1979 dirigiu seu primeiro filme, El Chanfle, com muita proximidade de El Chavo del Ocho (Chaves). Ainda em 1979 produziu outra série de TV Odisea Burbujas.

5 anos depois reaparece com o programa Hola México!!!, e a telenovela Te amo e Sí, mi amor. Depois de sua volta á TV, 1 ano depois, em 1986 produziu a telenovela Ave Fénix'. Ainda em 1986, produziu as series: "Anabel" (1988), TVO (1991), Y sin embargo... se mueve (1994), Pobre niña rica (1995) y La vida de María Félix (1992), Atínale al Precio (1997), 100 mexicanos dijeron (2001) y Espacio en blanco (2006).

Atualmente dirige "Todo el mundo cree que sabe"

Ligações externas[editar | editar código-fonte]