Equilibrium

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Equilibrium
Equilibrium (BR)
 Estados Unidos
2002 • cor • 107 min 
Direção Kurt Wimmer
Produção Jan de Bont
Lucas Foster
Coprodução Sue Baden-Powell
Produção executiva Andrew Rona
Ninon Tantet
Bob Weinstein
Harvey Weinstein
Roteiro Kurt Wimmer
Elenco Christian Bale
Emily Watson
Taye Diggs
Sean Bean
Angus Macfadyen
William Fichtner
Sean Pertwee
David Hemmings
Dominic Purcell
Taye Diggs
Género ficção científica ação
Idioma Inglês
Música Klaus Badelt
Direção de arte Erik Olson
Justin Warburton-Brown
Efeitos especiais Uli Nefzer
Figurino Joseph A. Porro
Cinematografia Dion Beebe
Edição Tom Rolf
William Yeh
Estúdio Dimension Films
Blue Tulip Productions
Distribuição Estados Unidos Dimension Films
Brasil Imagem Filmes
Lançamento Estados Unidos 6 de dezembro de 2002
Orçamento US$ 20 milhões[1]
Receita US$ 5,359,645[2]
Página no IMDb (em inglês)

Equilibrium (no Brasil, Equilibrium) é um filme estadunidense, do ano de 2002, dos gêneros ficção científica e ação, dirigido por Kurt Wimmer. Christian Bale possui o papel principal neste filme e é auxiliado por Taye Diggs, Angus Macfadyen, Sean Pertwee, Emily Watson, David Hemmings e Sean Bean.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A história se passa em um futuro distópico, após uma terceira, e destruidora, guerra mundial. A sociedade é controlada por um regime totalitário, que obriga a população a tomar uma droga chamada Prozium que anestesia emoções, prevenindo tensões sociais. John Preston, o protagonista, é um membro da instituição que mantém a ordem e para de tomar o remédio.

Sinopse:

Nos primeiros anos do século XXI aconteceu a 3ª Guerra Mundial. Aqueles que sobreviveram sabiam que a humanidade jamais poderia sobreviver a uma 4ª Guerra Mundial e que a natureza volátil dos humanos não podia mais ser exposta. Então uma ramificação da lei foi criada, o Clero Grammaton, cuja única tarefa é procurar e erradicar a real fonte de crueldade entre os humanos: a capacidade de sentir, pois há a crença de que as emoções foram culpadas pelos fracassos das sociedades do passado.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

  • O filme foi originalmente lançado como "Cubic" nos países da Escandinávia e como "Rebellion" no Japão.[3]
  • Há 236 mortes no filme, sendo que o personagem de Christian Bale, o sacerdote John Preston mata 118 dessas pessoas.[1]

Crítica[editar | editar código-fonte]

  • Embora tenha sido recebido muito bem nos testes de audiência, o filme foi pouco promovido e teve poucas exibições, além de ter sido recebido mal pela crítica. Entretanto, após os anos sua recepção está recebendo significativa aprovação.

Premiações[editar | editar código-fonte]

American Choreography Awards
Categoria Coreografia de Luta
Phoenix Film Critics Society Awards
Categoria Filme do Ano

Referências

  1. a b Adoro Cinema.
  2. Equilibrium (2002) Box Office Mojo.. Página visitada em 30 de dezembro de 2013.
  3. IMDB Datas de lançamentos.
  4. IMDB Awards.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.