Federação Aeronáutica Internacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Fédération Aéronautique Internationale (FAI) é um órgão internacional criado em 1905 que governa e regulariza os esportes aéreos no mundo.

É ela quem homologa todos os campeonatos mundiais e recordes de desportos aéreos e astronáutica[1] .

No Brasil ela é representada pela CAB (Comissão do Aerodesporto Brasileira).

A FAI tem como objetivo principal encorajar o desenvolvimento dos desportos aéreos em todo o mundo. As suas áreas de competência abrangem múltiplas actividades – os aviões, as acrobacias aéreas, os hidroaviões, os helicópteros, os balões, os dirigíveis, os parapentes, as asas-delta, os planadores, os saltos de para-quedas, os veículos espaciais, etc[2] .

História[editar | editar código-fonte]

A FAI foi criada nos moldes do Comitê Olímpico Internacional. Sua criação surgiu da necessidade de estabelecer critérios aceitos internacionalmente para se decidir se um aparelho mais pesado que o ar era viável de fato. Os critérios eram:[3] .
a) o vôo deveria ser realizado na presença de um organismo oficial, habilitado para homologá- lo;
b) o vôo deveria se realizar em tempo calmo e sobre um terreno plano e devidamente autenticado;
c) o avião deveria deixar o solo pelos próprios meios, em um ponto pré-determinado, com um homem a bordo;
d) o aparelho deveria carregar a bordo as fontes de energia necessárias;
e) o aparelho deveria voar em linha reta;
f) o aparelho deveria executar uma mudança de direção (viragem e círculo);
g) o aparelho deveria retornar ao ponto de partida.

Referências