Foghat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Foghat
Foghat.jpg
A banda ao vivo
Informação geral
Origem Londres, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s) Hard rock
Blues-rock
Boogie rock
Rock and roll
Rock Psicodelico
Período em atividade 1971 - presente
Gravadora(s) Bearsville Records
Página oficial Site Oficial
Integrantes Charlie Huhn
Bryan Bassett
Craig MacGregor
Roger Earl
Ex-integrantes Ver seção "Formações"

Foghat é uma banda de rock britânica que teve o auge de seu sucesso na segunda metade da década de 1970. Seu estilo pode ser descrito como blues-rock, dominados por guitarras e guitarras slide. A banda conseguiu cinco discos de ouro, e conseguiu se manter popular durante a era da música disco; a popularidade do grupo, no entanto, entrou em declínio no início dos anos 80.

História[editar | editar código-fonte]

A banda contava inicialmente com Dave Peverett ("Lonesome Dave") na guitarra e vocal, Tony Stevens no baixo e Roger Earl na bateria. Após os três saírem do Savoy Brown em dezembro de 1970, Rod Price foi chamado para a guitarra e a guitarra slide, e o Foghat foi formado oficialmente em janeiro de 1971. Seu álbum de 1972, Foghat, foi produzido por Dave Edmunds, e tinha um cover de "I Just Want to Make Love to You", de Willie Dixon, que foi muito tocada nas estações de rádio FM da época. O segundo álbum da banda, também chamado Foghat (porém mais conhecido como Rock and Roll por sua capa que mostrava uma pedra, rock, e um pãozinho, roll), chegou a obter um disco de ouro. O álbum seguinte, Energized, saiu em 1974, seguido por Rock and Roll Outlaws e Fool for the City em 1975, ano em que Stevens abandonou a banda, após se opor ao ritmo incessante das turnês, e foi substituído temporariamente por Craig MacGregor. Ainda com McGregor, o grupo produziu Night Shift em 1976, um álbum ao vivo em 1977, e Stone Blue em 1978, todos obtendo igualmente discos de ouro. Fool for the City continha o sucesso "Slow Ride", que chegou ao 20º lugar das paradas americanas, porém as maiores vendagens da banda foram registradas com Foghat Live, o álbum ao vivo, que ultrapassou a cifra de duas milhões de cópias. Novos sucessos vieram: "Drivin' Wheel", "I Just Want to Make Love to You" (do álbum ao vivo), "Stone Blue" e "Third Time Lucky (The First Time I Was a Fool)". Rod Price, no entanto, igualmente infeliz com o ritmo alucinante da banda e com sua mudança do antigo som boogie rumo a uma direção mais pop, influenciada pelo new wave da época, deixou a banda em novembro de 1980. Após meses de audições com diferentes músicos, foi substituído em fevereiro do ano seguinte por Erik Cartwright by February 1981.

Em 1978 as vendas da banda começaram a declinar, e o seu último álbum pela gravadora Bearsville, Zig-Zag Walk, lançado em 1983, só conseguiu entrar nas paradas na posição 192. MacGregor deixou a banda em 1982 e Nick Jameson retornou para tocar em In the Mood For Something Rude e Zig Zag Walk, antes de deixar a liderança do grupo nas mãos de Kenny Aaronson (1983) e, posteriormente, Rob Alter (1983-1984). MacGregor retornou em 1984, trazendo consigo o multi-instrumentista Jason "Bakko" Bakken.

Depois que Dave Peverett deixou a banda em 1984 e voltou à Inglaterra, o grupo se separou. Earl, no entanto, juntamente com MacGregor e Cartwright, juntaram-se novamente em 1986, com um novo cantor e vocalista, Eric (E. J.) Burgeson, e continuaram a fazer turnês com o nome de Foghat até o início da década de 1990. MacGregor (1986-1987, 1991), o irmão de Eric, Brett Cartwright (1987, 1988-1989, 1992) e Jeff Howell (1987-1988, 1989-1991, 1992) se alternaram no baixo durante este período, e Phil Nudelman (1989-1990) e depois Billy Davis (1990-1993) assumiram o lugar de Burgeson. Dave Crigger também tocou baixo entre 1992-1993.

O próprio Lonesome Dave retornou aos Estados Unidos em 1990 e formou seu próprio Lonesome Dave's Foghat, com Bryan Bassett (ex-Wild Cherry), Stephen Dees e Eddie Zyne, no baixo e na bateria respectivamente, ambos ex-Hall and Oates, entre outros. Riff West, ex-baixista do Molly Hatchet, substituiu Dees depois de 1991, com aparições ocasionais de Rod Price.

Em 1993, a pedido do produtor Rick Rubin, a formação original se reuniu. Embora Rubin eventualmente revelasse não ter disponibilidade para produzir seu álbum de retorno. Return of the Boogie Men ("O retorno do bicho-papão") foi lançado em 1994, e um álbum ao vivo intitulado Road Cases foi lançado em 1998. O último álbum da banda na década, King Biscuit Flower Hour, foi lançado em maio de 1999, e consistiu de gravações ao vivo do período 1974-76.

Depois de se juntado novamente por seis anos, a formação original voltou a se dissolver, após Price decidir se aposentar de vez das turnês. Bryan Bassett, que havia tocado com o Molly Hatchet neste meio tempo, voltou para assumir as guitarras.

Durante a década de 2000 dois membros originais, Dave Peverett e Rod Price, morreram; Peverett em 7 de fevereiro de 2000, de câncer, e Price em 22 de março de 2005. Tony Stevens foi substituído por Craig MacGregor a partir de 2005, e em 2006 uma seqüência ao álbum ao vivo foi lançada - Live II.

Em 2004 o Foghat teve seu sucesso "Slow Ride" presente no game Grand Theft Auto: San Andreas, onde pode ser ouvida na rádio fictícia K-DST. Mais tarde, em 2007, a música também esteve presente no game Guitar Hero III: Legends of Rock, no qual é a primeira música do jogo e recentemente em 2011 a música está presente na trilha sonora da sétima temporada da série Supernatural,da Warner Bros.

Formações[editar | editar código-fonte]

1971 - 1975 1975 - 1976 1976 - 1981 1981 - 1982 1982 - 1983
  • Dave Peverett - guitarra, vocal
  • Rod Price - guitarra
  • Nick Jameson - baixo
  • Roger Earl - bateria
  • Dave Peverett - guitarra, vocal
  • Rod Price - guitarra
  • Craig MacGregor - baixo
  • Roger Earl - bateria
  • Dave Peverett - guitarra, vocal
  • Erik Cartwright - guitarra
  • Craig MacGregor - baixo
  • Roger Earl - bateria
  • Dave Peverett - guitarra, vocal
  • Erik Cartwright - guitarra
  • Nick Jameson - baixo
  • Roger Earl - bateria
1983 1983 - 1984 1984 1984 - 1986 1986 - 1987
  • Dave Peverett - guitarra, vocal
  • Erik Cartwright - guitarra
  • Kenny Aaronson - baixo
  • Roger Earl - bateria
  • Dave Peverett - guitarra, vocal
  • Erik Cartwright - guitarra
  • Rob Alter - baixo
  • Roger Earl - bateria
  • Dave Peverett - guitarra, vocal
  • Erik Cartwright - guitarra
  • Jason Bakken - guitarra, teclado
  • Craig MacGregor - baixo
  • Roger Earl - bateria
banda separada
  • Eric Burgeson - guitarra, vocal
  • Erik Cartwright - guitarra
  • Craig MacGregor - baixo
  • Roger Earl - bateria
1987 1987 - 1988 1988 - 1989 1989 - 1990 1990 - 1991
  • Eric Burgeson - guitarra, vocal
  • Erik Cartwright - guitarra
  • Brett Cartwright - baixo
  • Roger Earl - bateria
  • Eric Burgeson - guitarra, vocal
  • Erik Cartwright - guitarra
  • Jeff Howell - baixo
  • Roger Earl - bateria
  • Eric Burgeson - guitarra, vocal
  • Erik Cartwright - guitarra
  • Brett Cartwright - baixo
  • Roger Earl - bateria
  • Phil Nudelman - guitarra, vocal
  • Erik Cartwright - guitarra
  • Jeff Howell - baixo
  • Roger Earl - bateria
  • Billy Davis - guitarra, vocal
  • Erik Cartwright - guitarra
  • Jeff Howell - baixo
  • Roger Earl - bateria
1991 - 1992 1992 - 1993 1993 - 1999 1999 - 2000 2000 - 2005
  • Billy Davis - guitarra, vocal
  • Erik Cartwright - guitarra
  • Craig MacGregor - baixo
  • Roger Earl - bateria
  • Billy Davis - guitarra, vocal
  • Erik Cartwright - guitarra
  • Dave Crigger - baixo
  • Roger Earl - bateria
  • Dave Peverett - guitarra, vocal
  • Rod Price - guitarra
  • Tony Stevens - baixo
  • Roger Earl - bateria
  • Dave Peverett - guitarra, vocal
  • Bryan Baixoett - guitarra
  • Tony Stevens - baixo
  • Roger Earl - bateria
  • Charlie Huhn - guitarra, vocal
  • Bryan Baixoett - guitarra
  • Tony Stevens - baixo
  • Roger Earl - bateria
2005 - Present  
  • Charlie Huhn - guitarra, vocal
  • Bryan Baixoett - guitarra
  • Craig MacGregor - baixo
  • Roger Earl - bateria
 

Discografia[editar | editar código-fonte]


Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  1. Moran, Chris. "Song replaced bell used to signal lunch", Union-Tribune, 19 de março de 2005. Página visitada em 20-02-2007.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]