Fortuniano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sistema/Período Série/Época Andar/Estágio Idade (Ma)
Ordoviciano Inferior Tremadociano mais recente
Cambriano Furongiano Estágio 10 485.4-~489.5
Jiangshaniano ~489.5–~494.0
Paibiano ~494.0–~497.0
Série 3 Guzhangiano ~497.0–~500.5
Drumiano ~500.5-~504.5
Estágio 5 ~504.5–~509.0
Série 2 Estágio 4 ~509.0–~514.0
Estágio 3 ~514.0–~521.0
Terreneuviano Estágio 2 ~521.0–~529.0
Fortuniano ~529.0–541.0
Ediacarano mais antigo
Subdivisão do Cambriano de acordo com a "Tabela Cronoestratigráfica Internacional" da Comissão Internacional sobre Estratigrafia, atualizada em agosto de 2012.

Fortuniano é a primeira e mais antiga idade geológica e estágio estratigráfico da época geológica e série estratigráfica Terreneuviano, a primeira também do período e sistema estratigráfico Cambriano, também a primeira pertencente à era geológica e erathem Paleozoico, sendo, obivamente, a primeira de todo o eonothem/éon Fanerozoico.[1] Marca a passagem histórica para a paleontologia do Pré-Cambriano para o Cambriano.

Perdurou por 14 milhões de anos, de 542 m.A até 528 m.A. [1]

Designação[editar | editar código-fonte]

Seu nome deriva de uma área costeira de Fortune Head, sudeste da Terra Nova, Canadá. Em Fortune se apresenta o GSSP do Fortuniano, logo o da passagem do Pré-Cambriano/Cambriano.[2]

Fronteiras[editar | editar código-fonte]

Fortuniano foi a primeira idade do Cambriano, portanto a inauguração do éon Fanerozoico na era paleozoica, época Terreneuviana; pertence ao Fortuniano. É a idade que marca a transição dos éons Proterozoico ao Fanerozoico. Sendo o pioneiro do Paleozoico e da explosão cambriana, marcou também a passagem histórica do superéon Pré-Cambriano para o Cambriano.

Sucede o período Ediacarano da era neoproterozoica do éon Proterozoico. Precede uma idade não nomeada ainda pela ICS da mesma época Terreneuviana, época Paleozoica, éon fanerozoico.

Zonas do Treptichnus pedum marcaram a passagem do Ediacarano para o Fortuniano

Características[editar | editar código-fonte]

É caracterizado bioestratigraficamente pela zona dos T. Pedum e seus ichnofosséis.[3] As primeiras aparições do fóssil servem como marco geocronológico para o início do Fortuniano, há 542 m.A.[2] Tem como característica geoquímica de transição do Ediacarano a queda brusca dos níveis de Carbono 13.[3] É considerável a ocorrência de diversas SSFs na idade como fauna atuante.[3]

Serve como base do sistema estratigráfico cambriano, erathem paleozoico e o eonothem Fanerozoico.[2]

Seu fim é marcado pelo fim das zonas de T. Pedum, o que também inicia a Cambrian Stage 2.[3]

Referências

  1. a b John P. Rafferty (2011). Fortunian Stage Encyclopædia Britannica.. Página visitada em 12 de Novembro de 2011.
  2. a b c Britannica Education Publishing; Rosen Educational Services. In: John P. Rafferty. The Paleozoic Era: Diversification of Plant and Animal life (em Língua inglesa). 1ª ed. [S.l.: s.n.], 2011. Capítulo: Chapter II: The Cambrian Period. , 90/91 pp. ISBN 978-1-61530-196-6 Página visitada em 12 de Novembro de 2011.
  3. a b c d E. Landing (2007). The Base of the Cambrian: Terreneuvian Series and Fortunian Stage ISCS.. Página visitada em 12 de Novembro de 2011.


Precedido por
Proterozoico
2.5 b.A. ~ 542 m.A.
Sucedido por
Fanerozoico
542 m.A. - recente
Precedido por
Neoproterozoico
1 b.A. ~ 542 m.A.
Sucedido por
Paleozoico
542 m.A. ~ 245 m.A.
Precedido por:
Ediacarano
Cambriano
542 m.A. ~ 488.3 m.A.
Seguido por:
Cambrian Stage 2
Terreneuviano
542 m.A. ~ 521 m.A.
Fortuniano
542 m.A. ~ 528 m.A.

|}