Frequência angular

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Física.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde setembro de 2014.

Frequência angular ω (em radianos por segundo), é maior do que a frequência ν (em ciclos por segundo, também chamada de Hz), por um fator de 2π. Esta figura usa o símbolo ν, em vez de f para denotar frequência.

Em física, a frequência angular (ω) é uma medida escalar da velocidade de rotação. Frequência angular (ou velocidade angular) é a magnitude da velocidade angular da quantidade do vetor. O termo frequência de vetor angular \vec{\omega} às vezes é usado como um sinônimo para a grandeza vetorial da velocidade angular.[1]

Uma revolução é igual a 2π radianos, daí[1] [2]

\omega = {{2 \pi} \over T} = {2 \pi f} ,

onde:

ω é a frequência angular ou velocidade angular (medida em radianos por segundo),
T é o período (medido em segundos),
f é a frequência normal (medida em hertz) (às vezes simbolizada com ν).

Unidades[editar | editar código-fonte]

Em unidades SI, a frequência angular é normalmente apresentada em radianos por segundo, mesmo quando não expressa um valor de rotação. Do ponto de vista da análise dimensional, a unidade hertz (Hz) também está correto, mas, na prática, só é usado para frequência ordinária f, e quase nunca para ω. Esta convenção ajuda a evitar confusão.[3]

No processamento do sinal digital, a frequência angular pode ser normalizada pela taxa de amostragem, obtendo-se a frequência normalizada.

Referências

  1. a b Cummings, Karen; Halliday, David. Understanding physics (em inglês). Nova Deli: John Wiley & Sons Inc., authorized reprint to Wiley - Índia, 2007. p. 449, 484, 485, 487. ISBN 978-81-265-0882-2.
  2. Holzner, Steven. Physics for Dummies (em inglês). Hoboken, Nova Jérsei: Wiley Publishing Inc, 2006. p. 201. ISBN 978-0-7645-5433-9.
  3. Lerner, Lawrence S.. Physics for scientists and engineers (em inglês). [S.l.]: Jones & Bartlett Learning, 1996. p. 145. ISBN 978-0-86720-479-7.
Leitura relacionada