Friedrich Wilhelm Ritschl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Friedrich Wilhelm Ritschl

Friedrich Wilhelm Ritschl (* 6 de abril de 1806 em Großvargula (Turíngia); † 9 de novembro 1876 em Leipzig) foi um filólogo clássico alemão. Foi professor nas Universidades de Halle (1829–1833), Breslau (1833–1839), Bonn (1839–1865) e Leipzig (1865–1876). É tido como fundador da Escola de Bonn de filologia clássica (em alemão: Bonner Schule der klassischen Philologie).

Friedrich Ritschl efetuou pesquisas sobre os fundamentos do latim clássico, escreveu trabalhos sobre a linguagem, a cultura e os escritores da Grécia Antiga e da Roma Antiga e investigou questões relativas a história da língua e da gramática. Foi estimado professor do filósofo Nietzsche.

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • Die Alexandrinischen Bibliotheken unter den ersten Ptolemäern und die Sammlung der Homerischen Gedichte durch Pisistratus nach Anleitung eines plautischen Scholions. Breslau 1838.
  • Priscae Latinitatis monumenta epigraphica. Tabulae Lithographicae, 1862; nova edição 1968 (ISBN 3-11-001417-3).
  • Priscae Latinitatis epigraphicae supplementa quinque, 1862–1864; nova edição 1970 (ISBN 3-11-001423-8).
  • Opuscula philologica. 5 Vols., 1867–1879 (em conjunto com Alfred Fleckeisen).
  • Plautus. 4 Vols., 1871–1894.
  • Rheinisches Museum für Philologie. Zeitschrift für klassische Philologie; hg. v. F. W. Ritschl [entre 1842–1869], Frankfurt: Editora J. D. Sauerländer.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Wikisource  "Ritschl, Friedrich Wilhelm". Encyclopædia Britannica (11th). (1911). Cambridge University Press. (Décima Primeira ed.). Cambridge University Press.
Ícone de esboço Este artigo sobre filólogos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.