Gargamela (detector)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Gargamela é o nome de um detector tipo câmara de bolhas do CERN principalmente destinado à detecção de neutrinos. Construída na França, com um diâmetro de 2 m e 4,8 m de comprimento, era cheia com 12 m³ de gás freon (CF3Br). Foi utilizada entre 1970 e 1978 com um feixe de neutrinos.

Foi nela que teve lugar uma das primeiras grandes descobertas realizadas no CERN: a observação da força nuclear fraca [1] - [2] em 1973, pouco depois da sua predição teórica e indispensável par a unificação do modelo padrão.

A Gargamela no museu Microcosmo do CERN

Foram examinados cerca de 83.000 acontecimentos e observados 102 com corrente neutra, todos com a sua assinatura caracteristica; um vértice isolado do qual só são produzidos hadrões.

A origem do nome provém da gigantesca Gargamela, a mãe de Gargântua, da obra homónima de François Rabelais

Referências


O complexo do CERN[editar | editar código-fonte]

A composição do CAC, sigla em inglês de CERN Acelarators Complex.

(1) antes que o LEP dê lugar ao que é hoje o LHC