George Douglas Howard Cole

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido de en:George Douglas Howard Cole (desde dezembro de 2013). Ajude e colabore com a tradução.

George Douglas Howard Cole (25 de setembro de 1889 - 14 de janeiro 1959) [1] foi um teórico político, economista, escritor e historiador inglês. [2] Como socialista libertário ele foi membro por muitos anos da Sociedade Fabiana [2] e um advogado do movimento cooperativo.[3]

Socialismo[editar | editar código-fonte]

Cole se interessou pelo Socialismo Fabiano enquanto estudava no Balliol College em Oxford, posteriormente ingressou como executivo na Sociedade Fabiana[2] sob o patrocínio do Sidney Webb. Cole tornou-se o principal defensor das idéias da Aliança Socialista, uma alternativa socialista libertária ao socialismo marxista. Essas idéias ele publicou no The New Age, antes e durante a Primeira Guerra Mundial, e também nas páginas do New Statesman,[2] o semanário fundado pelo casal Webb e por George Bernard Shaw.[4]

Nem marxista nem social-democrata, Cole imaginou um socialismo de associação descentralizada e com uma democracia ativa, participativa, cujas unidades básicas seriam instaladas no local de trabalho e na comunidade, e não em qualquer aparelho central do Estado.[5]

Cole exerceu uma poderosa influência sobre a vida do jovem Harold Wilson, a quem ele ensinou, trabalhou com e convenceu a se juntar ao Partido Trabalhista.

Estudos cooperativos[editar | editar código-fonte]

Cole também era um teórico do movimento cooperativo, e editou uma série de artigos no campo da economia cooperativa e no estudo da História do Cooperativismo. Em particular, o seu livro "The British Co-operative Movement in a Socialist Society" analisou a situação econômica dos movimentos cooperativos britânicos e avaliou a sua possibilidade de conseguir uma comunidade cooperativista sem ajuda do Estado e, a hipótese do papel que o movimento cooperativo podia ter em um Estado socialista[6]

Um segundo livro, A Century of Co-operation, examinou a história do movimento cooperativo desde as primeiras cooperativas, com a contribuição dos cartistas e de Robert Owen, bem como o desenvolvimento do movimento na Grã-Bretanha ao longo do século seguinte.[7]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. George Douglas Howard Cole (em en). On Line Books Library. Página visitada em 15 de dezembro 2013.
  2. a b c d George Douglas Howard Cole (em en). International Institute of Social History. Página visitada em 15 de dezembro 2013.
  3. Socialist philosophy (em en). Encyclopedia Britannica. Página visitada em 15 de dezembro 2013.
  4. "From the archive: 9 April 1913: Launching the New Statesman" republished in The Guardian, Wednesday 9 April 2008.
  5. Peter Sedgwick, "A Return to First Things", Balliol College Annual Record 1980, pp.86-88 (review of A. W. Wright,G.D.H. Cole and Socialist Democracy). Marxists’ Internet Archive. On line.
  6. Cole, G.D.H., “The British Co-operative Movement in a Socialist Society: A Report for the Fabian Society”, London: George Allen & Unwin Ltd., 1951.
  7. Cole, G.D.H., A Century of Co-operation, Oxford: George Allen & Unwin Ltd., 1944.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]