Grete Hermann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grete Hermann
Matemática
Nacionalidade Alemanha Alemã
Nascimento 2 de março de 1901
Local Bremen
Morte 15 de abril de 1984 (83 anos)
Local Bremen
Atividade
Campo(s) Matemática
Alma mater Universidade de Göttingen
Tese 1926: Die Frage der endlich vielen Schritte in der Theorie der Polynomideale. Unter Benutzung nachgelassener Sätze von Kurt Hentzeit

Grete Hermann (também conhecida como Grete Henry ou Grete Henry-Hermann; Bremen, 2 de março de 1901 — Bremen, 15 de abril de 1984) foi uma filósofa e matemática alemã.

Estudou matemática em Göttingen, sob orientação de Emmy Noether; onde recebeu seu Ph.D. em 1926. Sua tese de doutorado, Die Frage der endlich vielen Schritte in der Theorie der Polynomideale, publicada em Mathematische Annalen, é o trabalho inicial para álgebra computacional. Este trabalho é o primeiro a estabelecer a existência de algoritmos (incluindo nível de complexidade) para muitos dos problemas básicos da álgebra abstrata, tais como agrupamentos ideais para anéis polinomiais. O Algoritmo de Hermann para decomposição primária é ainda usado hoje.

Como uma filosofa, Hermann tinha um interesse particular pelos fundamentos da física. Em 1935 ela descobriu uma falha na suposta prova de John von Neumann de 1932 que uma teoria de variáveis ocultas da mecânica quântica era impossível. Este resultado passou despercebido pela comunidade cientifica até que foi redescoberto por John Stewart Bell.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um cientista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.