Henriqueta Lisboa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estátua de Henriqueta Lisboa, na Praça da Savassi, em Belo Horizonte.

Henriqueta Lisboa (Lambari, 15 de julho de 1901Belo Horizonte, 9 de outubro de 1985) foi uma poetisa brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Henriqueta Lisboa foi a segunda filha do farmacêutico e deputado federal João de Almeida Lisboa e de sua esposa Maria de Vilhena Lisboa. Foi a primeira mulher eleita membro da Academia Mineira de Letras.

Publicou vários ensaios e poesias. Seu primeiro livro, chamado Fogo fátuo, foi publicado quando ela tinha vinte e um anos. Para as crianças, Henriqueta dedicou três obras: O menino poeta (1943), Lírica (1958) e a reedição de O menino poeta, em 1975. Este último livro foi lançado em disco, pelo Estúdio Eldorado.

Henriqueta Lisboa recebeu diversos prêmios, entre eles o Prêmio Machado de Assis, concedido pela Academia Brasileira de Letras. Ela também foi inspetora de alunos, professora de literatura e tradutora — ela traduziu os Cantos de Dante Alighieri e poemas de Gabriela Mistral, publicados no livro Poemas escolhidos de Gabriela Mistral [1] .

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Fogo-fátuo (1925);
  • Enternecimento (1929);
  • Velário (1936);
  • Prisioneira da noite (1941);
  • O menino poeta (1943);
  • A face lívida (1945), à memória de Mário de Andrade, falecido nesse ano;
  • Flor da morte (1949);
  • Madrinha Lua (1952);
  • Azul profundo (1955);
  • Lírica (1958);
  • Montanha viva (1959);
  • Além da imagem (1963);
  • Nova Lírica (1971);
  • Belo Horizonte bem querer (1972);
  • O alvo humano (1973);
  • Reverberações (1976);
  • Miradouro e outros poemas (1976);
  • Celebração dos elementos: água, ar, fogo, terra (1977);
  • Pousada do ser (1982);
  • Poesia Geral (1985);

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Henriqueta Lisboa
Ícone de esboço Este artigo sobre um escritor do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. [1]