Home Plate (Marte)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Home Plate
Home plate.JPG

Imagem obtida pela Spirit mostrando sua câmera microscópica se posicionando sobre as rochas microscópicas de Home Plate.
Planeta Marte
Tipo afloramento rochoso
Coordenadas 14.6° S, 175.5° E
Extensão 90 m
Quadrângulo Aeolis
Descoberta Spirit

Home Plate é um platô medindo aproximadamente 90 m de extensão nas Colinas Columbia em Marte. Esse nome informal vem da similaridade de sua forma com um home plate de um campo de baseball. Home Plate é um afloramento rochoso que aparenta apresentar formações em camadas.

Esse platô tem sido extensivamente estudado pela Spirit, um dos veículos exploradores de Marte, desde 2006. O veículo atualmente se encontra encalhado na região nordeste do platô, e tem sido redesignado como um posto avançado estacionário.

Exploração[editar | editar código-fonte]

A Spirit chegou a Home Plate no sol 744 (7 de fevereiro de 2006) e completou uma investigação científica com seu braço robótico antes de se mover para um abrigo na parte inferior no tergo devido a preocupações com a energia. Ela retornou no sol 1126 para retomar estes estudos.[1]

A Spirit passou seu terceiro inverno marciano na borda norte de Home Plate.[2]

Home Plate (superior central), vista do cume da Colina Husband.

Origens[editar | editar código-fonte]

Cientistas agora acreditam que Home Plate seja um explosivo depósito vulcânico. A região é cercada por depósitos de basalto, os quais acredita-se terem explodido em contato com a água. A presença de salmoura é evidênciada ainda mais pela alta concentração de íons de cloreto nas rochas circundntes. A presença de bomb sags (lâminas típicamente encontrados em leitos de cinzas vulcânicas) parece confirmar essa hipótese.[3]

Uma seção de dióxido de silício opalino com uma pureza de 90% foi desenterrada pela Spirit na vizinhança de Home Plate. Acredita-se que esta seção se formou em condições hidrotermais acídicas, o que apóia a teoria de que Home Plate possui uma origem vulcânica explosiva. A água também está presente como hidratos minerais. [4] [5]

Desde 2008, cientistas acreditam que essa formação seja um exemplo de uma antiga fumarola, erodida e extinta.[6]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. A.J.S. Rayl. Spirit Homes in on Mitcheltree Ridge, Opportunity Crosses Valley Without Peril. Página visitada em 2007-03-31.
  2. Maggie McKee. Mars rover Spirit to head north for the winter. Página visitada em 2007-12-26.
  3. Squyres, et al.. (2007). "Pyroclastic Activity at Home Plate in Gusev Crater, Mars". Science 316 (5825): 738–742 pp.. DOI:10.1126/science.1139045. PMID 17478719.
  4. Mars Rover Spirit Unearths Surprise Evidence of Wetter Past. Página visitada em 2007-05-30.
  5. Squyres, et al.. (2008). "Detection of Silica-Rich Deposits on Mars". Science 320 (5879): 1063–1067 pp.. DOI:10.1126/science.1155429. PMID 18497295.
  6. The Hydrothermal System at Home Plate in Gusev Crater, Mars, R.V.Morris, S.W.Squyres, -et al., Lunar & Planetary Sciece XXXIX(2008)


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Curiousa formação rochosa em uma porção justaposta. (Imagem GIF animada para percepção estereoscópica).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikinotícias
O Wikinotícias tem uma ou mais notícias relacionadas com este artigo: Spirit Rover on Mars finds water made 'silica-rich soil'