Irshad Manji

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Irshad Manji
Irshad Manji
Nascimento 1968
Uganda
Nacionalidade Flag of Canada.svg Canadense
Ocupação Escritora, jornalista, ativista lésbica
Magnum opus The Trouble with Islam Today, Faith Without Fear
Página oficial
www.irshadmanji.com/

Irshad Manji (Uganda, 1968) é uma ativista LGBT muçulmana, escritora, jornalista e apresentadora de televisão naturalizada canadense. É uma das signatárias do Manifesto: Juntos contra o novo totalitarismo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Descendente de egípcios e indianos Gujaratis [1] , a sua família mudou-se para o Canadá com as perseguições promovidas pelo ditador Idi Amin Dada, que expulsou do Uganda os imigrantes asiáticos, em 1972[2] .

Cresceu na cidade de Vancouver onde, aos catorze anos, foi expulsa de uma escola muçulmana por questionar os ensinamentos, como os que diziam da inferioridade da mulher. Isso levou-a ao estudo autodidata do Corão durante vinte anos e, na publicação da obra The Trouble with Islam Today (Minha Briga com o Islã, na edição brasileira de 2004) [2] .

Durante quatro anos apresentou um programa de sucesso na televisão canadiana sobre a vida gay, sendo depois âncora do programa Big Ideas, da TV Ontario [2] .

Não esconde a sua orientação sexual, sendo declaradamente lésbica[3] .

Citações e pensamento[editar | editar código-fonte]

Em sua entrevista feita à reporter Tania Menai em 2004, Irshad declarou que "Nos primórdios da religião, o Islã adotou a tradição do pensamento crítico, chamado ijtihad " e que esta forma livre de pensar foi depois abandonada, tornando-se conservadora.[2]

Algumas frases, na entrevista:

  • "Recebo muitas ameaças de morte por e-mail e, às vezes, pessoalmente".[2]
  • "Diferentemente da Bíblia, o Corão não diz que Adão foi criado antes de Eva. Portanto, não há base para alegar a superioridade masculina."
  • Quando se educa um menino, educa-se apenas aquele menino. Quando se educa uma menina, educa-se a família inteira".

Livros[editar | editar código-fonte]

Seus livros, em inglês:

Referências