Vancouver

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cidade de Vancouver
Vancouver aerial view.jpg
|
Bandeira de Vancouver
Brasão de Vancouver
Bandeira Brasão
GVRDVancouver.svg

Localização na província de Colúmbia Britânica
Cidade de Vancouver está localizado em: Canadá
Cidade de Vancouver
Localização no Canadá
Coordenadas: 49°16′N 123°07′O
Província Colúmbia Britânica
Fundado em 1862
Incorporado em 6 de Abril de 1886
Prefeito Gregor Robertson
Órgão governante Conselho Municipal de Vancouver
Código postal V5K a V6Z
Área  
 - Cidade 114,97 km²
 - Metrópole 2,878.52 km 2 km²
Altitude 0 a 167 m, 0 a 548 ft
Fuso horário UTC -8/-7
População (2011)  
 - Cidade 603 502
 - Densidade 5249 / km 2 hab/km²
 - Metrópole 2.313.328
Website: vancouver.ca

Vancouver (pronunciado /vænku vərː/) na grafia original inglesa Vancôver em português, é uma cidade litorânea localizada na Lower Mainland da Colúmbia Britânica, no Canadá. O nome da cidade vem do capitão britânico George Vancouver, que explorou a área na década de 1790. O nome "Vancouver" origina-se do holandês "van Coevorden", denotando alguém de Coevorden, uma cidade nos Países Baixos.[1]

Vancouver é a maior área metropolitana no Oeste do Canadá e ocupa a posição de terceira maior do país e de oitava maior cidade propriamente dita.[2] [3] Segundo o censo de 2011, Vancouver tinha uma população de pouco mais de 603.502 habitantes[4] e a sua Área Metropolitana Censitária excede os 2.313.328 milhões de pessoas.[4] Seus habitantes são etnicamente diversos, com 52% tendo uma língua materna diferente do Inglês.[5] [6]

Serrarias estabeleceram-se em 1867 na área conhecida como Gastown, que se tornou o núcleo em torno do qual a cidade cresceu. Vancouver foi incorporada como uma cidade em 1886. Em 1887, a ferrovia transcontinental foi prolongada até a cidade, para aproveitar o seu grande porto natural, que logo se tornou elo vital na rota de comércio entre o Oriente, leste do Canadá e Londres.[7] [8] O Porto de Vancouver é o maior e mais movimentado do Canadá, bem como o quarto maior porto (em tonelagem) da América do Norte.[9] A indústria madeireira continua sendo sua maior fonte de renda, mas Vancouver também é conhecida como um centro urbano cercado pela natureza, fazendo do turismo a sua segunda maior indústria.[10] É também o terceiro maior centro de produção cinematográfica na América do Norte depois de Los Angeles e Nova York, ganhando o apelido de "Hollywood do Norte".[11] [12]

Vancouver tem sido classificada como "a cidade mais habitável" no mundo há mais de uma década, de acordo com avaliações de revistas de negócios.[13] [14] Ele recebeu muitos congressos e eventos internacionais, incluindo a Conferência das Nações Unidas sobre Assentamentos Humanos de 1976 e a Exposição Mundial de Transporte e Comunicação de 1986 (Expo 86). Os Jogos Olímpicos de Inverno de 2010 e os Jogos Paraolímpicos de Inverno de 2010 foram realizados em Vancouver e nas proximidades de Whistler, comunidade a 125 km (78 milhas) ao norte de Vancouver, entre os dias 12 e 28 de fevereiro.[15]

História[editar | editar código-fonte]

Men standing and sitting around two tables, facing the camera. A large tent behind them has a wooden sign that reads "City Hall"
Um retrato da primeira reunião do Conselho de Vancouver, após o incêndio de 1886.[16]

Vestígios arqueológicos indicam que povos aborígenes tenham habitado a região onde atualmente está localizada a cidade de Vancouver pelo menos há três mil anos. Os traços de diversos assentamentos em torno de Vancouver indicam que os aborígenes habitantes da região possuíam um complexo sistema social.

A chegada de navios espanhóis capitaneados por José Maria Narvaez em 1791, e por George Vancouver do Reino Unido no ano seguinte, trouxe grandes mudanças na vida dos aborígenes da região. O primeiro assentamento europeu de caráter permanente estabelecido na área de Vancouver foi fundado em 1862. A instalação de uma madeireira em Moodyville, atual North Vancouver, em 1863, permitiu a expansão da indústria madeireira, desde então uma fonte de renda primária da economia da região de Vancouver.

O assentamento de Gastown cresceu em torno de uma taverna, estabelecido por Gassy Jack Deighton em 1867. Em 1870, o governo colonial estudou o assentamento, e fundou um assentamento, Granville, que, com sua baía natural, foi selecionado como ponto terminal da Canadian Pacific Railway. A construção da ferrovia, por parte do governo canadense, foi a condição imposta pela Colômbia Britânica para que esta se juntasse ao Canadá, juntando-se à Confederação em 1871. A Cidade de Vancouver foi incorporada em 6 de abril de 1886, no mesmo ano da inauguração da Canadian Pacific Railway, e da chegada do primeiro trem transcontinental à cidade.

Vancouver sediou a Copa Grey em 2005, o Campeonato Mundial de Hóquei Júnior e o Fórum Urbano Mundial em 2006 e sediou os Jogos Olímpicos de Inverno iniciados em 12 de fevereiro de 2010.

Geografia[editar | editar código-fonte]

As coordenadas geográficas de Vancouver são 49°16′N 123°7′O. A cidade localiza-se na Zona do Pacífico (UTC-8), e na Ecozona Marítima do Pacífico. Vancouver é adjacente ao Estreito de Geórgia, um corpo de água separado pela Ilha Vancouver. A cidade de Vancouver localiza-se na Península Burrard, entre o Burrard Inlet ao norte e o Rio Fraser ao sul.

Bairros oficiais de Vancouver (uso local e urbano varia).

As pessoas não familiarizadas com a região podem ficar surpresas ao saberem que Vancouver não se localiza na Ilha Vancouver. Porém, tanto a ilha quanto a cidade (bem como a sua irmã americana, localizada no Estado de Washington) foram assim chamadas em homenagem ao Capitão da Marinha britânica George Vancouver, que havia explorado a região em 1792.

Vancouver possui uma área de 114,67 km², incluindo terrenos planos e montanhosos. A cidade é cercada por água. Embora antigos documentos indiquem que o número de rios e riachos cortando a região onde hoje se localiza Vancouver possa chegar aos 50, atualmente apenas quatro rios cortam a cidade. Vancouver possui cerca de 11 km² de parques e playgrounds.

A qualidade do ar de Vancouver tem melhorado nas últimas décadas, graças às ações de diversos níveis de governo, bem como ao uso de combustíveis mais limpos e automóveis menos poluentes. Apesar disso, a prefeitura de Vancouver antevê problemas e desafios quanto à poluição atmosférica, nos próximos anos, por causa do previsto crescimento populacional e econômico da cidade.

Vancouver possui mais edifícios per capita do que qualquer outra cidade na América do Norte. Porém, a grande maioria desses edifícios são de média elevação. A maior parte dos edifícios de Vancouver possui entre 90 e 130 metros de altura, com os arranha-céus mais altos chegando aos 150 metros, resultado de diversas restrições de altura existentes na cidade, para proteger o cenário montanhoso do entorno da cidade.

Vista noturna panorâmica de Vancouver.

Clima[editar | editar código-fonte]

Nuvens sobre Vancouver. Vancouver possui a reputação de ter tempo nublado e chuvoso, embora essas características predominem maioritariamente no inverno.

Vancouver tem um clima oceânico e possui, no inverno, a segunda mais alta temperatura média do país, atrás apenas de Victoria. Seu verão, no entanto, é um dos mais amenos do país. Os invernos não muito frios e os verões não muito quentes se devem principalmente ao fato de a cidade estar localizada no litoral. Enquanto em outras cidades canadenses, como Toronto, Montreal e Ottawa, as temperaturas podem chegar a -20°C no inverno e a 35 °C no verão, em Vancouver raramente chega a -10 °C no inverno e a 30 °C no verão.

Gráfico climático para Vancouver
J F M A M J J A S O N D
 
 
150
 
6
0
 
 
124
 
8
1
 
 
109
 
9
2
 
 
76
 
12
4
 
 
61
 
16
8
 
 
46
 
19
11
 
 
36
 
22
12
 
 
38
 
22
13
 
 
64
 
18
10
 
 
114
 
13
6
 
 
170
 
9
3
 
 
174
 
6
1
Temperaturas em °CPrecipitações em mm
Fonte: The Weather Channel

O total de precipitação média anual varia entre 110 a 350 cm ou mais. Os meses de verão são geralmente ensolarados, secos e amenos, com temperatura média de 22 °C em julho e agosto (embora verões de anos recentes tenham sido mais quentes, especialmente no final de julho). Tempestades são raras: ocorrem, geralmente, entre quatro a seis por ano.

Vancouver, no Canadá, possui a reputação de ser uma cidade chuvosa. Apesar disso, a cidade registra apenas 166 dias de chuva, sendo que 289 dias são ensolarados. Os invernos de Vancouver, porém, podem ser escuros, na medida em que o céu da cidade durante essa estação muitas vezes fica encoberto com nuvens de baixa altitude. Vancouver também tem reputação de ser uma cidade onde não neva. Porém, Vancouver e sua região metropolitana constantemente registram precipitação de neve durante o inverno, sendo que não há registro até os dias atuais de um inverno em que não tivesse ocorrido nenhuma precipitação de neve no Aeroporto Internacional de Vancouver. Mesmo nevando na cidade, as taxas de precipitação de neve de Vancouver podem ser consideradas baixas, segundo padrões canadenses - embora houvesse anos em que foi registrada maior precipitação de neve em Vancouver do que em Toronto (19491950, 19681969, 19701971, 19901991). Na maior parte do ano, entretanto, tende a possuir temperaturas mais amenas do que o resto do Canadá.

Demografia[editar | editar código-fonte]

O censo de 2011 registrou mais de 603 mil pessoas na cidade, tornando-se o oitavo maior entre as cidades canadenses. A área metropolitana, com mais de 2,3 milhões de habitantes, é a terceira área metropolitana mais populosa no país e a mais populosa no oeste do Canadá. A região econômica de Lower Mainland (que inclui Squamish, Fraser Valley ea Sunshine Coast) tem uma população de mais de 2,65 milhões. Com 5.249 pessoas por quilômetro quadrado (13.590 sq mi), a cidade de Vancouver é a mais densamente povoada dos municípios canadenses com mais de 5.000 habitantes.[17]

Vancouver é uma das cidades mais multicultural do mundo. Os ingleses, escoceses e irlandeses historicamente eram os maiores grupos étnicos na cidade, a influência social e cultural britânica e irlandesa ainda são muito visíveis em algumas áreas, principalmente em South Granville e Kerrisdale. Os alemães são o segundo maior grupo étnico europeu em Vancouver. Os chineses são visivelmente a maior minoria étnica da cidade. Vancouver também possui uma das comunidades de língua chinesa mais diversas do país, uma vez que diversos dialetos chineses são falados na cidade. A cidade possui a segunda maior Chinatown da América do Norte. Apenas a Chinatown de San Francisco é maior. Vancouver também possui diversos bairros multiculturais, tais como o Punjabi Market (sul-asiáticos), Little Italy (italianos), Little India (indianos), Greektown (gregos), Japantown (japoneses), Commercial Drive, e diversas Koreatowns (coreanos). Placas de trânsito bilingues podem ser vistas nesses centros de concentração étnica. Vancouver e sua região metropolitana também possui a maior comunidade aborígene da Colômbia Britânica.

Gráfico circular mostrando a composição de minorias visíveis de Vancouver (dados provenientes do Censo de 2006 do Canadá).

Muitos imigrantes vindos de Hong Kong instalaram-se em Vancouver quando este, anteriormente controlada pelo Reino Unido, tornou-se parte da China em 1999, fazendo com que a tradição chinesa de imigração ao redor do mundo continuasse. Estima-se que cerca de 17% dos 2,3 milhões de habitantes da região metropolitana de Vancouver possuam ascendência chinesa. Vancouver é atualmente a segunda cidade mais multicultural do Canadá, atrás apenas de Toronto. Outros grandes grupos étnicos asiáticos em Vancouver incluem sul-asiáticos (primariamente punjabis, geralmente referidos como indo-canadenses), seguidos por sudeste-asiáticos: vietnamitas, filipinos, cambojanos, indonésios e por leste-asiáticos, japoneses e coreanos.

Vancouver também possui minorias étnicas pouco visíveis, tais como europeus da Europa Oriental e hispânicos. Antes do fluxo de chineses vindos de Hong Kong, a partir da década de 1980, o maior grupo étnico da cidade, depois dos britânicos, eram os alemães, seguidos por ucranianos e por escandinavos. A maioria dos grupos étnicos mais antigos foram assimilados culturalmente e socialmente, enquanto que grupos étnicos mais recentes, como imigrantes chineses e europeus da Europa Oriental, possuem uma distinta comunidade linguística e social.

Vancouver é uma das cidades mais integradas do mundo, possuindo mais casais de raça-mista e menos segregação racial do que as duas cidades mais populosas do Canadá, Toronto e Montreal. No total, 7,2% dos casais de Vancouver são interraciais, mais do que o dobro da média nacional (3,2%), e maior do que em Toronto (6,1%) e Montreal (3,5%). Entre jovens casais (entre 20 a 30 anos de idade), 12,9% são interraciais.

Atualmente, as minorias étnicas mais visíveis de Vancouver são os chineses (que formam 29,9% da população da cidade), seguidos pelos sul-asiáticos (5,7%) e filipinos (4,1%). 49% da população da cidade pertencem a uma minoria étnica visível. Os aborígenes, que compõem 1,9% da população de Vancouver, não são considerados uma minoria étnica visível.

Aproximadamente metade da população é cristã, uma das taxas mais baixas do país. A grande maioria é protestante. Vancouver, como no restante da Colômbia Britânica, possui taxas de atendência religiosa (idas para a igreja, sinagoga, etc) muito baixas, se comparadas com o restante do continente, e a maior parte da população não pratica religão seriamente. Cerca de 5% da população de Vancouver são sikhs, 3,7% são budistas, 2,6% são islâmicos, e 1,4% são hindus. Muitos membros da pequena comunidade islâmica são muçulmanos ismaili de etnia indiana, que imigraram por causa do ambiente hostil presente em Uganda, Quênia e Tanzânia.

Administração[editar | editar código-fonte]

Vancouver é administrada pelo Conselho Municipal de Vancouver, composto por dez membros, pelo Conselho Escolar, composto por nove membros, e pelo Conselho de Parques, composto por sete membros, todos eleitos para mandatos de até três anos de duração, e escolhidos pela população da cidade.

Politicamente, os habitantes da região oeste de Vancouver tendem a ser mais conservadores, enquanto que os habitantes da região leste tendem a votar mais em partidos de esquerda. Embora polarizada, um consenso político tem emergido em Vancouver, em torno de alguns assuntos, como a proteção aos parques urbanos, foco no desenvolvimento de um sistema de transporte público em massa, ao invés de um sistema de vias expressas, o combate ao uso e tráfico de drogas ilegais, e preocupações gerais sobre desenvolvimento comunitário, todos assuntos que possuem apoio nos diversos aspectos políticos da cidade. Vancouver possui cinco representantes na Câmara dos Comuns do Canadá, quatro liberais e um do Novo Partido Democrático.

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

A Cidade de Vancouver foi uma das primeiras cidades no Canadá a entrar em um acordo internacional de cidades-irmãs.[18] Regime especial de benefícios culturais, sociais e econômicos foram criados com essas cidades irmãs.[19] [20]

Economia[editar | editar código-fonte]

Vancouver é conhecida na América do Norte por suas numerosas áreas verdes.

O comércio internacional é a principal fonte de renda de Vancouver. A cidade possui o porto mais movimentado do Canadá, sendo um dos principais portais do comércio pan-Pacífico da América do Norte. O porto de Vancouver é o mais movimentado da América do Norte quanto ao total de exportações, e o segundo mais movimentado da costa oeste do continente, quanto à tonelagem movimentada anualmente. O porto de Vancouver é o maior e o mais diversificado do Canadá, responsável pelo comércio de mais de US$43 bilhões em produtos entre mais de 90 países anualmente.

O centro financeiro de Vancouver concentra as sedes de empresas de produtos florestais e mineradoras, bem como filiais de bancos nacionais e internacionais. Há alguns anos, Vancouver transformou-se num centro de desenvolvimento de softwares e de biotecnologia. Possui aproximadamente 1.800 acres de área industrial, que fornecem variada gama de serviços de suporte e manufatura. A cidade possui cerca de 2000 fábricas, que empregam aproximadamente 72 mil pessoas. Os principais produtos fabricados na cidade são derivados de madeira e petróleo.

Um dos apelidos de Vancouver é Hollywood North (Hollywood do Norte). Isso está relacionado ao fato de que a cidade é cenário de aproximadamente 10% dos filmes de Hollywood. Muitas séries de televisão e filmes americanos são filmados exclusivamente em Vancouver, por várias questões: a cotação favorável do dólar canadense, o fuso horário igual ao de Los Angeles, e, ainda, pelo fato de que os bairros de Vancouver têm aparência variada, que pode fazer com que a cidade seja similar a diversas outras cidades do mundo.

Vancouver é, historicamente, a capital financeira do oeste canadense, abrigando as sedes e filiais do oeste canadense de várias empresas, inclusive de bancos. Mas,recentemente, muitas empresas com sede na cidade transferiram-se para Calgary, na província vizinha de Alberta, atraídos por impostos menores e pela indústria petrolífera.

Vista panorâmica do centro financeiro de Vancouver.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O turismo é vital para Vancouver, um pólo turístico primário. As atrações de Vancouver incluem as paisagens existentes em torno da cidade e os diversos parques, praias e jardins, em especial, o Stanley Park, que é uma de suas maiores atrações. Diversas estações de esqui estão localizadas em montanhas próximas a Vancouver. Entre elas, está a Whistler-Blackcomb Resort, localizada a 126 quilômetros da cidade, que foi uma das sedes dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2010.

Vancouver é uma cidade que vive basicamente do turismo, com centenas de parques, praias, lagos e montanhas, sem contar com os vários prédios famosos e com algumas construções em estilo europeu. São mais de 153 pontos turísticos

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

A Universidade da Colúmbia Britânica com o centro de Vancouver e North Vancouver ao fundo.

Educação[editar | editar código-fonte]

As escolas de Vancouver são administradas pelo Vancouver School Board (Conselho Escolar de Vancouver), o segundo maior distrito escolar da Colúmbia Britânica, composta por cerca de 120 escolas, que são responsáveis pela educação de 70 mil estudantes de Vancouver e cidades vizinhas. A cidade ainda tem outras 40 escolas privadas. As escolas de ensino de inglês para estrangeiros (ESL- English Second Language) se tornaram um grande atrativo e respondem hoje por uma boa parcela do contingente de alunos internacionais na cidade através do sistema homestay[22] .

O sistema bibliotecário de Vancouver é composto de uma biblioteca central e outras 15 bibliotecas menores. A cidade é servida pela Universidade da Colúmbia Britânica, que, com seus 27 mil estudantes, é uma das maiores universidades do Canadá. Outras instituições de educação superior importantes incluem a Universidade Simon Frasier, localizada na vizinha Burnaby, e a Vancouver Film School.

Transportes[editar | editar código-fonte]

A Lions Gate Bridge conecta Vancouver ao distrito de North Vancouver.

Vancouver é um importante centro ("hub") de transportes canadense, possuindo o maior porto do Canadá. O Aeroporto Internacional de Vancouver é o segundo aeroporto mais movimentado do país, em número de passageiros anuais, sendo a principal ligação entre o Canadá e a Australásia, e um das principais da América do Norte. Existe um outro aeroporto na região metropolitana de Vancouver que é o Aeroporto Internacional de Abbotsford. Existe também a balsa que liga a cidade para a Ilha Vancouver.

Um grande número de leis municipais e a geografia da cidade impediram que vias expressas fossem construídas na cidade. Como resultado, Vancouver é uma das poucas grandes cidades no Canadá e nos Estados Unidos que não é cortada por vias expressas. O sistema de vias públicas de Vancouver é da forma de grade, com a maior parte das ruas e avenidas correndo no sentido leste-oeste ou norte-sul. O sistema de transporte público da cidade é administrado pela TransLink, e é composto por um sistema de linhas de ônibus e três linhas de metrô.

Arquitetura e atrações[editar | editar código-fonte]

Edifícios magníficos como a Christ Church Cathedral, o Hotel Vancouver, o Museu de Antropologia e a Galeria de Arte de Vancouver preenchem a cidade. Existem também vários edifícios modernos no centro da cidade, como o Harbour Centre, os Tribunais Legislativos de Vancouver e a praça em redor, conhecida como Praça Robson, a Praça da Biblioteca de Vancouver, remanescente do Coliseu de Roma e o estádio BC Place.

A sede original da BC Hydro é um edifício modernista, convertida nos Condomínios Electra. Também importante é o Edifício MacMillan-Bloedel. Uma proeminente adição à cidade foi a tenda gigante do Canada Place, um dos pavilhões da Expo '86, que sedia o Centro de Convenções de Espectáculos de Vancouver, assim como um terminal de navios-cruzeiro e o Hotel Pan Pacífico. Dois modernos arranha-céus que definem o horizonte são a Câmara Municipal e o Pavilhão do Centenário do Hospital de Vancouver, ambos cercados por Townley e Matheson.

Uma variedade de edifícios do período eduardiano no centro da cidade eram os maiores Reino Unido no período de sua construção. Esses edifícios são o Province Building, o Dominion Building e a Sun Tower. Inspirados pelos Chrysler Building de Nova Iorque, o Marine Building é conhecido pelas suas elaboradas telhas de cerâmica, que o tornaram dos locais favoritos para filmagens. Outro importante edifício do eduardiano é a Galeria de Arte de Vancouver, desenhada por Francis Mawson Rattenbury, que também sediou a legislatura provincial e o Hotel Vancouver.

Quanto aos edifícios mais altos de Vancouver, o primeiro lugar está com o One Wall Centre (150 m), seguido de perto pela Shaw Tower (149 m) (março de 2008).

Cidades vizinhas[editar | editar código-fonte]

Noroeste: West Vancouver, Bowen Island, Lions Bay, Squamish Norte:
North Vancouver (cidade),
North Vancouver (distrito)
Nordeste: Belcarra, Anmore
Oeste: Estreito de Geórgia, University Endowment Lands, Nanaimo

Norte
Oeste  Vancouver  Leste
Sul

Leste: Burnaby, Port Moody, Coquitlam, Port Coquitlam, Pitt Meadows, Maple Ridge, Mission, Chilliwack, Agassiz, Hope
Sudoeste: Gulf Islands, Victoria Sul: Richmond, Delta (Ladner, Tsawwassen), Point Roberts, San Juan Islands Sudeste: New Westminster, Surrey, White Rock, Langley (Fort Langley), Abbotsford, Blaine

Referências

  1. Davis, Chuck. Coevorden The History of Metropolitan Vancouver.. Página visitada em 2009-12-01.
  2. Population of census metropolitan areas (2006 Census boundaries) Statistics Canada. Página visitada em 2009-11-30.
  3. Population and dwelling counts, for Canada and census subdivisions (municipalities), 2006 and 2001 censuses. Statistics Canada. Página visitada em 2009-12-01.
  4. a b Census 2006 Community Profiles: Vancouver Government of Canada. Página visitada em 2010-01-13.
  5. Population by language spoken most often at home Statistics Canada (2006). Página visitada em 2009-11-30.
  6. City Facts 2004 (PDF) City of Vancouver. Página visitada em 2009-12-01. Cópia arquivada em 2006-05-12.
  7. Morley, A.. Vancouver, from milltown to metropolis. Vancouver: Mitchell press [c9161], 1974. Página visitada em 2009-12-02.LCCN 64-26114
  8. Norris, John M.. Strangers Entertained. [S.l.]: Vancouver, British Columbia Centennial '71 Committee, 1971. Página visitada em 2009-12-01.LCCN 72-170963
  9. Port Metro Vancouver Mid-Year Stats Include Bright Spots in a Difficult First Half for 2009 Port Metro Vancouver (2009-07-31). Página visitada em 2009-12-05.
  10. Overnight visitors to Greater Vancouver by volume, monthly and annual basis (PDF) Vancouver Convention and Visitors Bureau. Página visitada em 2006-11-16.
  11. Industry Profile BC Film Commission. Página visitada em 2006-12-24.
  12. Gasher, Mike. Hollywood North: The Feature Film Industry in British Columbia. Vancouver: University of British Columbia Press, November-2002. ISBN 077-4809-67-1
  13. "Vancouver and Melbourne top city league", BBC News, 2002-10-04. Página visitada em 2006-11-14.
  14. Frary, Mark. "Liveable Vancouver", The Economist, 2009-06-08. Página visitada em 2009-11-29.
  15. Vancouver 2010 Schedule Official 2010 Olympic Site (2010). Página visitada em 2010-01-25.
  16. Smedman, Lisa. "History of Naming Vancouver's Streets: Hamilton's Legacy", Vancouver Courier, 2006-03-03. Página visitada em 2009-12-01.
  17. Canada 2011 Census Lower Mainland Economic Region. Página visitada em 2012-02-19.
  18. "[1]".
  19. About Vancouver City of Vancouver (2009-11-17). Página visitada em 2009-12-01.
  20. Vancouver Twinning Relationships (PDF) City of Vancouver. Página visitada em 2009-12-05.
  21. Eight Cities/Six Ports: Yokohama's Sister Cities/Sister Ports Yokohama Convention & Visitiors Bureau. Página visitada em 2009-12-05.
  22. Questões freqüentes sobre o sistema homestay para alunos internacionais em Vancouver

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Vancouver