János Bolyai

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde janeiro de 2013).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
János Bolyai
Matemática
Nacionalidade Hungria Húngaro
Nascimento 15 de dezembro de 1802
Local Cluj-Napoca
Morte 27 de janeiro de 1860 (57 anos)
Local Târgu Mureş
Atividade
Campo(s) Matemática
Tese 1822: Non-Euclidean Geometry
Orientador(es) Farkas Bolyai

János Bolyai (Cluj-Napoca, 15 de dezembro de 1802Târgu Mureş, 27 de janeiro de 1860) foi um matemático húngaro, conhecido por seu trabalho em geometria não-euclidiana.[1]

Entre 1818 e 1822, estudou no Royal College of Engineering, em Viena. Em 1832 publicou um tratado global sobre a geometria não-euclidiana, sem saber que três anos antes Nikolai Lobachevski havia publicado um estudo semelhante, de modo que os seus resultados matemáticos não foram merecidamente reconhecidos.

Matemático e militar húngaro nascido em Kolgzvár, Hungria, hoje Cluj, Roménia, além de hábil violinista e exímio espadachim, foi um excelente matemático e um dos fundadores da geometria não-euclidiana, onde provou o postulado do paralelo euclidiano. Filho de Farkas Bolyai, um professor de matemática de destaque e amigo de Gauss, era dotado de um espírito extremamente observador e teve sua educação física e intelectual primorosamente acompanhada pelo pai. Aos 9 anos, quando seu pai decidiu mandá-lo para a Escola, já demonstrava ser um superdotado em ciências em geral, especialmente em matemática, e tocava violino. Aos 12 tornou-se um estudante normal do Colégio Calvinista de Marosvásárhely, saltando os três primeiros períodos e começou no 4º ano. Decidiu-se por uma carreira em engenharia militar e entrou para a Academia Imperial de Engenheiros de Viena (1818), onde os seus trabalhos se concentraram basicamente no desenvolvimento de uma geometria não-euclidiana, que negava os postulados de Euclides sobre as paralelas. Ele não foi enviado para o serviço de destacamento, mas juntamente com seis outros distintos cadetes, foi-lhe facultado freqüentar um curso adicional para receber treino especial em arquitetura e fortificações militares. Foi comissariado para sub-tenente (1823) e enviado para a Fortificação de Temesvár e logo depois escreveu a seu pai sobre sua idéia básica de um novo sistema geométrico. Decepcionado pela falta de valorização de Gauss às suas teorias ao ler os seus manuscritos, não voltou a publicar nenhum trabalho, reformou-se com a sua pensão de capitão do Exército (1833) e isolou-se. Morreu vitimado por uma pneumonia, em Marosvásárhely, Hungria, hoje Târgu Mures, România e, assim, a importância de seus trabalhos só foi reconhecida postumamente. [2]

O asteróide 1441 Bolyai é assim denominado em sua lembrança. [3]

Referências

  1. Encyclopedia Britannica. Encyclopedia János Bolyai (em inglês). Visitado em 10 de janeiro de 2013.
  2. Lines, Malcolm E.. On the Shoulders of Giants. Bristol: Institute of Physics Pub., 1994. ISBN 0-7503-0103-1.
  3. NASA. Craters - Moon Nomenclature (em inglês). Visitado em 10 de janeiro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.