Jogos Gays

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cerimônia de encerramento do gay games 2006

Os Gay Games é o maior evento cultural e esportivo voltado somente para atletas, artistas, músicos, entre outras pessoas associadas ao mundo LGBT. Todavia, dele participa pessoas de diversas orientações sexuais e níveis esportivos diferentes. Originalmente chamado de Olimpíadas Gay, ele começou em São Francisco em 1982, a partir de uma idéia de concebida por Tom Waddell, cujo objetivo foi o de promover o espírito de inclusão e participação, bem como a busca do crescimento pessoal em um evento esportivo. O evento mantém muitas semelhanças com os Jogos Olímpicos, incluindo a chama olímpica do Gay Games, que é acesa no começo das premiações.[1]

Os Gay Games são abertos para pessoas participarem, sem restrição a orientação sexuais. Não existem padrões de qualificação para participar das competições. O evento reúne pessoas do mundo inteiro, sendo que muitas dessas advêm de países que criminalizam a homossexualidade.

O evento é muito criticado, pois na visão de alguns os gays estão se juntando apenas com pessoas da mesma orientação sexual, pois os jogos Olímpicos não faz restirção á orientação sexual dos participantes. Muitos levantam o fato dos gays gostarem de uma "olimpíada exclusiva" o que põem abaixo a pretensa luta contra o preconceito e a discriminação.

A Federation of Gay Games (FGG) é o órgão base do evento.

Gay Games de Chicago

Cidades sede[editar | editar código-fonte]

# Ano Cidade País
I 1982 San Francisco  Estados Unidos
II 1986 San Francisco  Estados Unidos
III 1990 Vancouver  Canadá
IV 1994 New York City  Estados Unidos
V 1998 Amsterdam  Países Baixos
VI 2002 Sydney  Austrália
VII 2006 Chicago  Estados Unidos
VIII 2010 Cologne  Alemanha
IX 2014 Cleveland  Estados Unidos

Gay Games San Francisco 1982[editar | editar código-fonte]

Gay Games New Orleans 1986[editar | editar código-fonte]

Gay Games Vancouver 1990[editar | editar código-fonte]

Gay Games New York 1994[editar | editar código-fonte]

Gay Games Amsterdam 1998[editar | editar código-fonte]

Competidoras do jogos de 1998

Gay Games Sydney 2002[editar | editar código-fonte]

Sydney ganhou a disputa de sediar os jogos de 2002 concorrendo com as cidades de Montreal, Toronto, Long Beach/Los Angeles, e Dallas.

Gay Games Chicago 2006[editar | editar código-fonte]

Gay Games VI ocorreu em Chicago, EUA, de 15 de julho até 22 de Julho em meio a muitas controvérsias.

Gay Games Cologne 2010[editar | editar código-fonte]

Gay Games VIII ocorreu em Cologne, Alemanha, de 31 de julho a 6 de agosto de 2010. Cologne foi selecionada durante o encontro anual da FGG que ocorreu em Chicago em 14 de novembro de 2005. Ele marca a segunda vez em o evento foi realizado na Europa, tendo o primeiro ocorrido em Amsterdã no ano de 1998.

No dia 16 de março do mesmo ano, a Federation of Gay Games (FGG) anunciou que as candidates favoritas para o evento em 2010 eram Cologne, Johannesburg, e Paris nos jogos de número Gay Games VIII .

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Tom Waddell, o fundador dos Gay Games, queria que os jogos se chamassem " Olimpiadas Gays," todavia uma ação na justice movida três dias antes do evento em 1982 o fizeram mudar o nome dos jogos.[2]

Os organizadores do evento foram processados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) e pelo Comitê Olímpico dos EUA, (USOC). A lei Amateur Sports Act de 1978, deu exclusividade ao USOC dos direitos da palavra Olimpíada, ou em Inglês " Olympics" dentro dos Estados Unidos. Os defensores afirmaram que a lei deveria ser corretamente aplicada, pois se os Nebraska Rat Olympics e os Police Olympics não podiam usar o termo, os jogos gays também não o poderiam.[3]

Alguns, como Jeff Sheehy, co autor da lei de San Francisco que trata de direitos civis gays e antigo presidente da "Harvey Milk Lesbian, Gay, Bisexual, Transgender Democratic Club" , acredita que a homofobia é a motivadora da ação judicial. Ele cita a autorização de uso da palavra "Olympics" nos Special Olympics e em outras organizações, sendo isso um forte indicio de homofobia.[3]

Outros defensores do COI, como Daniel Bell, afirma que através da historia do COI a insituição usou de ações judiciais contra o uso do termo, não sendo os Gay Games os únicos alvos destas. Desde 1910, o COI tem tomado medidas, inclusive judiciais, para proibir que outras organizações usem o termo "Olympics."[4]

Ate mesmo a FIFA toma atitudes parecidas na defesa do termo World Cup, sendo que o SBT, foi ate proibido de usar o termo em suas vinhetas nos intervalos durante a copa de 2010. :[5]

Em 2009, um documentário chamado "Claiming the Title: Gay Olympics on Trial" foi produzido e exibido em diversos festivais de filmes. O assunto sobre o termo Olimpíadas também foi levantado por um curta de David Sector, chamado "Take the Flame! Gay Games: Grace Grit & Glory".

Nos anos seguintes à ação judicial, os Jogos Olímpicos e os Gays Games diminuíram suas hostilidades e começaram a trabalhar juntos, como em campanhas contra o HIV nos de Gay Games de Nova Iorque em 1994 e nos Jogos de Verão de 1996 em Atlanta.

Jogos Gays de Inverno em 1986[editar | editar código-fonte]

Planos para implantar os Jogos Gays de Inverno, para começarem em fevereiro de 1986 em Denver, Colorado, falharam devido a problemas financeiros e logísticos. Não houve outras tentativas para criar o evento, embora em Whistler, British Columbia, no Canadá aconteça uma competição anual.

Montreal[editar | editar código-fonte]

Em 2001, a organização do concurso de Montréal, Canadá ganhou o direito de negociar com a Federação do Gay Games (FGG) o acordo de licenciamento para sediar o Gay Games 2006, mas após dois anos de negociações, Montreal interrompeu as negociações em 2003 no encontro anual da FGG em Chicago. Havia três principais pontos de discórdia, sobre as quais nenhuma das partes parecia concordar:

  • Tamanho do evento.
  • Tamanho do orçamento
  • Transparência de recursos

Com o enfraquecimento da economia global após ataques terroristas internacionais, incluindo o 11/09, a FGG queria Montreal planeasse para o sucesso dos Gay Games, mesmo se a participação do público não satisfizesse a projeção otimista de Montreal de 24 mil participantes, o dobro do nível de participação do ano anterior do Gay Games em 2002. Devido a problemas financeiros em eventos anteriores, a FGG também pediu transparência dos recursos em Montreal, junto de suas as atividades financeiras. Depois que Montreal se recusou a continuar nas negociações, a FGG realizou uma segunda rodada de licitações em Chicago e Los Angeles, que estendeu bem recebido propostas para sediar os jogos de 2006 na primeira rodada junto com Montreal e Atlanta, escolheu a oferta. Finalmente, a FGG adjudicado Gay Games VII Chicago Games.

Cyndi Lauper, que tem uma irmã lésbica, no final do Gay Games Chicago

O comitê de Montreal decidiu criar uma própria federação e organizar um outro evento aos moldes do gays games sem a sanção da FGG, evento esse batizado de World Outgames.

Devido à limitação de recursos pessoais e organizacionais, muitos indivíduos e participantes da equipe foram forçados a escolher entre o Gay Games Chicago e o World Outgames Montreal 2006, situação agravada por que os dois eventos ocorriam com uma semana de intervalo. A cerimônia de encerramento dos Gay Games Chicago em 22 de Julho de 2006 foi apenas 7 dias antes da cerimônia de abertura do World Outgames Montreal em 29 de julho de 2006. Isso significava que as pessoas que concorreram ou trabalharam em Chicago teriam pouco tempo de recuperação antes de Montréal. A separação resultou em uma diminuição da qualidade da competição atlética em ambos os eventos, porque não poderiam participar todos os atletas de todas as modalidades. Poucas equipes foram capazes de trazer todos os seus atletas em ambos os eventos; No wrestling, 100 lutadores competiram em Chicago (comparando com o Gay Games anterior), mas apenas 22 competiram em Montréal, de longe o número mais baixo para qualquer grande torneio internacional.

Desde 2006, a necessidade de um evento multidesportivo secundário global tem sido alvo de diversos debates, especialmente após os números finais de 2006. A Chicago Gay Games VII terminou sem dívidas e todas as contas pagas. Em contrapartida, o Montréal World Outgames terminou com 5,3 milhões de dólares canadenses em dívida.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. "Cologne gears up to play and party as host to Gay Games"
  2. Blackwell, Savannah. "Crushing the Gay Olympics: The USOC's homophobic past", San Francisco Bay Guardian, 2001-09-05. Página visitada em 2006-01-04.
  3. a b Clark, Joe. "Glory of the Gay Games", 1994. Página visitada em 2006-01-04.
  4. Bell, Daniel (1998). Why can't the Gay Games be the Gay Olympics?. International Games Archive via archive.org. Página visitada em 2010-06-12.
  5. http://www.adjorisc.com.br/jornais/obarrigaverde/atualidade/fifa-pode-processar-sbt-por-copa-do-mundo-1.283547

Ligações externas[editar | editar código-fonte]