Kassaman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Kassaman
"O Juramento"
Hino de Argélia
Letra Mufdi Zakariah, 1956
Composição Mohamed Fawzi, Não disponível
Adotado 1963

Kassaman ou Qassaman ("O juramento") é o hino nacional da Argélia. Foi adotado em 1963, pouco depois de este país se tornar independente da França. A letra é de Mufdi Zakariah (escrita em 1956, quando estava preso pelas forças coloniais francesas, Zakariah escreveu os versos com o seu sangue na cela). A música é do compositor egípcio Mohamed Fawzi.

Transcrição fonética do texto original[editar | editar código-fonte]

Qassaman Binnazilat Ilmahiqat
Waddimaa Izzakiyat Ittahirat
Walbonood Illamiaat Ilkhafiqat
F'Iljibal Ishshamikhat Ishshahiqat
Nahno Thurna Fahayaton Aw ma maaat
Wa Aqadna Alazma An Tahya Aljazair
Fashhadoo! Fashhadoo! Fashhadoo!

Nahno Jondon Fi Sabil Il hakki Thorna
Wa Ila Isstiqlalina Bilharbi Kumna.
Lam Yakon Yossgha Lana Lamma Natakna
Fattakhathna Rannat Albaroodi Wazna.
Wa Azafna Naghamat Alrashshashi Lahna
Wa Aqadna Alazmat An Tahya Aljazair.
Fashhadoo! Fashhadoo! Fashhadoo!

Nahno min Abtalina Nadfaoo Jonda
Wa Ala Ashlaina Nassnaoo Magda.
Wa Ala Hamatina Narfao Bandaa.
Gabhato' Ltahreeri Aataynaki Ahda
Wa Aqadna Alazma An Tahya Aljazair.
Fashhadoo! Fashhadoo! Fashhadoo!

Sarkhato 'lawtani min Sah Ilfida
Issmaooha Wasstageebo Linnida
Waktobooha Bidimaa Ilshohadaa
Wakraooha Libany Iljeeli ghada.
Kad Madadna Laka Ya Majdo Yada
Wa Aqadna Alazma An Tahya Aljazair.
Fashhadoo! Fashhadoo! Fashhadoo!

Tradução[editar | editar código-fonte]

Juramos, pelo raio que destrói,
Pelos rios de generoso sangue derramado,
Pelas brilhantes bandeiras que ondulam,
Pairando com orgulho nas altas montanhas,
Que nós levantaremos, e quer vivamos ou morremos,
Estamos decididos a que Argélia viva -
Testemunharemos! - Testemunharemos! - Testemunharemos!

Somos soldados em revolta, pela verdade
E lutámos pela nossa independência.
Quando falamos, ninguém nos ouviu,
Então, adoptámos o ruído da pólvora para nosso ritmo
E o som das armas como melodia,
Estamos decididos a que Argélia viva
Testemunharemos! - Testemunharemos! - Testemunharemos!

Com os nossos heróis faremos o exército de amanhã,
Com os nossos mortos edificaremos uma Glória,
Os nossos espíritos ascenderão à imortalidade
E sobre os nossos ombros levantaremos o estandarte.
Fizemos um juramento solene à Frente de Libertação da nação,Estamos decididos a que Argélia viva
Testemunharemos! - Testemunharemos! - Testemunharemos!

O grito da Pátria ecoa nos campos de Batalha.
Ouvi e respondei ao chamamento!
Que seja escrito com o sangue dos mártires
E lido pelas gerações futuras.
Oh, Glória, como resistimos com as nossas mãos por ti!,
Estamos decididos a que Argélia viva
Testemunharemos! - Testemunharemos! - Testemunharemos!

Uma estrofe extra[editar | editar código-fonte]

A seguinte estrofe já fez parte do hino mas foi suprimida:

Ya Faransaa, qad matha waktu l`itab
Wa taweynahu kama yutwa lkitab
Ya Faransa inna tha yawmu lhisab
Fasta`iddee wakhudhee minna ljawab
Inna fee thawratinaa faslal khitab
Wa Aqadna Alazma An Tahya Aljazair.
Fashhadoo! Fashhadoo! Fashhadoo!

ó França, o tempo de esprobação já passou
E nos o temos fechado como um livro
ó França, o dia do juizo final está próximo
Então prepare-se para receber de nos nossa resposta!
Na nossa revolução é o fim de conversa fiada
Estamos decididos a que Argélia viva -
Sê, pois, nossa testemunha - sê nossa testemunha - sê nossa testemunha!

Ligações externas[editar | editar código-fonte]