Katherine Paterson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Katherine Paterson (China[1] , 31 de outubro de 1932) é uma premiada escritora de literatura infantil dos Estados Unidos. Sua premiada obra Ponte para Terabítia foi adaptada em duas ocasiões, para a televisão e para o cinema, em 1985 e 2007, respectivamente.

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Nascida na China, no dia 31 de outubro de 1932, Katherine é filha de missionários. Estes tiveram que fugir da China em decorrência da guerra contra Japão, estabelecendo-se nos Estados Unidos em 1940. Obteve um grau em inglês no King College em Bristol, Tennessee. Depois passou um ano em uma escola rural da Virginia antes de se graduar. Posteriormente obteve o mestrado e trabalhou quatro anos como missionária no Japão. Ela e seu marido, Juan, têm quatro meninos (dois biológicos e dois adoptados) e sete netos.

Obras[editar | editar código-fonte]

Sua primeira novela foi escrita enquanto tomava um curso de escritura criativa para adultos. Entre alguns dos prêmios que tem recebido se encontram: o Prêmio Nacional do Livro (Master Puppeteer, 1976; The Great Gilly Hopkins, 1979); a medalha Jhon Newbery (Bridge to Terabithia, 1977; Jacob Have I Loved, 1981); o Prêmio Scott Ou‘Dell por Ficção Histórica (Jip, His Story); o Prêmio Hans Christian Andersen (body of work, 1998); e o Prêmio Memorial Astrid Lindgren (2006). Katherine Paterson acha que os livros infantis devem ocupar-se de temas contemporâneos e realistas, por isso sua obra se vê caracterizada por temas difíceis como a morte de um ser querido.

Paterson é vice-presidenta da Aliança Nacional de Livros e Literatura Infantil, uma organização sem ânimo de lucro que aboga pela instrução, a literatura e as bibliotecas.

Ponte Para Terabithia[editar | editar código-fonte]

Sua novela mais conhecida no Brasil, Uma Ponte a Terabithia tem sido adaptada em duas ocasiões ao cinema: uma em 1985 e outra em 2007. A versão 2007 é uma coproducción de Disney e Walden Média. Um dos produtores e roteiristas para a versão 2007 é um dos filhos de Paterson: David L. Paterson, cujo nome aparece na dedicatoria do livro.

Ponte para Terabítia (Bridge to Terabithia) é uma das mais conhecidas obras das escrito Katherine Paterson no Brasil esse livro é distribuindo pela editora Salamandra com tradução de Ana Maria Machado.Este livro conta a historia de Jess Aarons que tem 10 anos e acaba de ingressar na 5º série e o que mais deseja na vida é ser o campeão de corrida da escola. Bem agora, quando tem todas as chances de ganhar, tinha que aparecer Leslie Burke, uma novata na vila - e, ainda por cima, menina! - para desafiá-lo e, pior que isso, ganhar dele? Mas jess não sabe que Leslie vai lhe propor desafios muito maiores que ganhar ou perder uma corrida. Pouco a pouco, ele vai se afeiçoando a essa menina, tão diferente das outras de sua comunidade rural. ate que, Juntos, os dois criam um reino mágico e solene, chamado Terabítia. onde governam soberanos, protegidos das ameaças e zombarias da vida cotidiana. Neste livro Katherine paterson narra uma história de intensa amizade e coragem, que vai cativar a todos.

Referências